9 PERGUNTAS SOBRE DESIGN THINKING

respondidas por Denise Eler

Como surgiu o conceito de Design Thinking?

O conceito ganhou relev√Ęncia, fora do eixo especialista, a partir do F√≥rum Mundial de 2006, em Davos. At√© ent√£o, dizia respeito √† forma como os designers resolviam problemas cl√°ssicos de design: comunica√ß√£o, moda, cria√ß√£o de artefatos etc.

Na época, foi percebido que empresas mais inovadoras estavam utilizando as metodologias de design para resolver problemas de negócio, como criação de novos serviços e modelos de negócio.

Ent√£o Design Thinking, como fen√īmeno recente, diz respeito √† apropria√ß√£o das metodologias de design por outras √°reas do neg√≥cio.

Por que este modelo pode ser benéfico para as empresas?

O modelo de design é pautado em valores como EMPATIA, COCRIAÇÃO, PROTOTIPAÇÃO, VISÃO SISTÊMICA, CRIAÇÃO DE MODELOS NOVOS etc.

Em um cen√°rio de hipercompetitividade, em que os avan√ßos das tecnologias trazem mudan√ßas estruturais para os neg√≥cios e criam novos mercados, estas compet√™ncias se tornaram cr√≠ticas para reduzir a incerteza na tomada de decis√Ķes.

Como ele funciona na pr√°tica das organiza√ß√Ķes?

Na prática, o DT traz metodologias e ferramentas para todo o processo de solução de problemas. Na primeira etapa, o processo é DIVERGENTE: concentra-se em coletar dados sobre a questão, entrevista-se usuários, interage-se com stakeholders, vivencia-se o problema em si.

A segunda etapa √© CONVERGENTE: por meio de pr√°ticas de SENSEMAKING, os designers cruzam as informa√ß√Ķes at√© terem insights que levam a uma nova etapa DIVERGENTE‚Ää‚ÄĒ‚ÄäA idea√ß√£o (gera√ß√£o de alternativas para solucionar o problema). Por fim, termina-se selecionando algumas ideias para prototipa√ß√£o e segue-se para a execu√ß√£o propriamente dita (nova converg√™ncia).

O ponto de partida é sempre o mundo real do problema.E o resultado será uma solução centrado no ser humano. A tríade para o sucesso leva em consideração três vetores: a desejabilidade, a factibilidade e a viabilidade da solução.

Pode ser implantado em todo tipo de neg√≥cio? (De escrit√≥rios de contabilidade a ind√ļstrias, por exemplo?)

Um negócio só será impactado pelo DT se a iniciativa partir da Liderança, pois trata-se de um modelo de pensamento, antes de tudo. Em esferas secundárias, o DT trará benefícios perceptíveis mas muito mais limitados. Pode ser aplicado a qualquer negócio onde haja necessidade por inovação e melhoria de processos.

A questão é que design thinking normalmente questiona os processos vigentes.

Quais s√£o as vantagens de se trabalhar com design thinking?

Redução da incerteza na tomada de decisão

Desenvolvimento da autoestima criativa

Team Building

Senso de propósito para a equipe

Geração de valor para o negócio

Descoberta de oportunidades

Melhoras no processo de comunicação

Eu crio ferramentas para ajudar empreendedores, estudantes e executivos a obterem o melhor do DESIGN THINKING. Basta baixar na √°rea GIFTS do meu site.

Podemos afirmar que é um conceito ligado à inovação?

Certamente, mas n√£o limitado a ela.

O DT pode ser usado para melhorar a eficiência operacional também, especialmente com as prática de SENSEMAKING.

De que maneira o design thinking pode ajudar os gestores e as empresas nesse per√≠odo de crise econ√īmica?

Não é à toa que o grande boom de procura pelo termo no GOOGLE se deu nos meados de 2008 (auge da crise americana). Quando as práticas atuais não trazem mais os resultados esperados, os gestores passam a buscar alternativas. DT é a alternativa que já provou seu valor.

Quais os primeiros passos para as empresas que desejem implantar esse conceito em suas atividades e projetos?

O primeiro passo é entender o que está por trás do sucesso das empresas que já utilizam DT. Segundo, contar com a ajuda de especialistas para criarem um programa de desenvolvimento de competências de design na organização.

Há resultados comprovados por pesquisas ou estudos científicos sobre o benefício do método?

Sim. DT não é uma moda. Há vários casos documentados. O mais famoso e emblemático é o da P&G, em que a decisão por torna-se uma empresa orientada pelo DT evitou a falência da ORGANIZAÇÃO.

No Brasil, temos os cases do ISVOR FCA (pioneiro no Brasil), o ITAU, POSITIVO, MAGAZINE LUIZA, SEBRAE MINAS (PROGRAMA SENSEMAKING) dentre outros.

……..

Entrevista concedida por Denise Eler à REVISTA SESCAP-PR, em 11/2015

Leia tamb√©m¬†ūüď©


….

ūüé© GOSTOU? Ent√£o recomende para que outras pessoas encontrem este conte√ļdo. Obrigada.

A single golf clap? Or a long standing ovation?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.