Cabe a mim uma pequena biografia.

Sou filho de uma Brasileira com um Americano. 
Minha mãe descende de holandeses/Portugueses e meu pai de Irlandeses.

Aos 6 anos me mudei para Gran Canaria-Espanha com minha mãe. Onde vivemos por 6 longos anos. Ao voltar para o Brasil tive uma difícil, longa e frustrante adaptação em relação a cultura. Mas eu sobrevivi.

Aos 15 anos, devorava livros. Tinha uma coleção que cobria as paredes do meu quarto. O ensino publico brasileiro era de entristecer. E o particular muito moldado em ideais capitalistas de educação. E no que concerne a educação, fui muito mimado. La no Colégio Jalme Balmes de Gran Canaria.

Eu larguei a escola. E todo mundo disse que eu não tinha futuro. Meu diretor disse que eu não seria ninguém. No máximo um bandido.

Toquei o comercio da minha mãe por 7 longos anos, no inicio com ela. Depois rolou aquela amorosa exploração das empresas familiares.

Mas claro, eu sobrevivi.

Interessado em seguir minha própria carreira, me inscrevi no Exame Nacional do Ensino Médio. ENEM. Na época eles permitiam a obtenção do diploma de conclusão do ensino medio ao alcançar uma media de 500 pontos na redação e 400 nas outras matérias. 
Ninguem naquela altura acreditava no meu potencial. Eu fui um bad boy cabeludo com uma banda de Hard Rock Sleaze Glamour. Saia todo final de semana com o rosto maquiado, camisas rasgadas, botas de combate e calca apertada, cintos rebites, voltava com marcas de briga nos punhos e rosto e cheiro de bebida, la pro domingo.

Mas eu sobrevivi.

Para minha surpresa e dos meus familiares, eu não so obtive meu diploma de ensino médio como passei em uma Universidade Federal. 
Coisa que sempre ocorre quando faco o Enem, mesmo que eu não estude para tal.

Decidi estudar na minha cidade. Na USCS. Onde muitos professores inspiraram meu desenvolvimento acadêmico, laboral e pessoal, posso citar a Luciana Patara e o Senhor Gianello. Lembrando a frase desse ultimo

‘O Seu sucesso não estará na sua esquina, você precisara talvez viajar duas horas ate o seu trabalho e abdicar da sua vida pessoal, amorosa e ate mesmo social por ele’

E isso caiu na minha consciência como um martelo bate em uma bigorna. 
Eu tinha escolhido uma universidade na “Esquina da minha casa” E um trabalho literalmente na esquina da minha casa.

Entao meses depois estava eu, com a faculdade trancada, trabalhando na Expedia.Inc no escritório do EAN no Brasil. 
Fui mandado embora em poucos meses, por terem reduzido a jornada de atendimento das 9:00 ate as 23:00 para 9:00 as 18:00
Meu horario era intermediario e havia pessoas com mais tempo de empresa. 
Deixaram claro que meu trabalho era ótimo e que a decisão foi motivada pelo custo de recisao.

Seis meses mais tarde, encontrei na minha cidade um rapaz comentando no ônibus que havia sido contratado para um escritório de desenvolvimento de mercado na rede social Facebook. Estava por la para rescindir um contrato no escritório de contabilidade em um bairro próximo. Me ofereci para guiar ele ate la, pegamos contato e ele indicou o local de entrevistas.

Havia duas etapas de entrevista e dinâmicas de grupo. E um período de treinamento em marketing digital de 150 horas divididas em um mes. 
No final do qual era necessário entregar um TCC e realizar uma prova oral que simulava o atendimento de um cliente.

Eu fui bem em tudo, embora na prova oral eu tivesse ido muito confiante, sem levar papel para anotação do case e bombei. Me encaminharam para a segunda chance na próxima semana. Ate la eu fui treinando no ambiente de trabalho e conhecendo o pessoal do escritório. Quando chegou o dia da prova eu estava muito nervoso. Nao havia dormido na noite anterior e tomei meio litro de cafe para não sonambular. 
O coordenador me perguntou; Dexter, desde a ultima semana, o que mudou em você como profissional? Ao que eu respondi; Humildade. Eu me achei muito confiante na ultima vez, para trazer papel e caneta.
-E voce trouxe hoje?
Sim, esta aqui. 
-Então tudo bem. Você esta efetivado, bem vindo.

E esse foi o começo de uma profissão da qual não quis mais sair. 
1 ano por la e mais de 200 clientes atendidos sob a minha tutela. 
Um networking de mais de 500 pessoas que sempre se mostram relevantes no meu dia a dia e muita experiencia.

Apos um ano, passei na Universidade Tecnológica Federal do Parana-Curitiba. Onde aumentei minha capacidade critica e analítica com diversos mestres e onde também aprendi que um babaca com diploma de mestrado ainda e um babaca que não merece ser levado a serio. haha.

Um ano depois decidi me mudar para os Estados Unidos. Ja estava a 2 anos em um noivado com a filha de 2 medicos. Estudante de Direito. Quando ela passou em Medicina na Sao Camilo, soube que era nosso fim. Nao teria mais tempo para nada e EU que teria que me ambientar a carreira dela.

Nao podendo mais morar fora do pais. Foi a melhor decisão que eu tomei para nos dois.

Abri uma agencia de publicidade, poupo a pouco, resgatando a cartilha de clientes que eu tinha no Facebook, oferecendo assessoria a baixo custo pra eles. Mais tarde, captando meus próprios clientes por meio de indicação.

Hoje estou nos Estados Unidos, abrangendo o mercado da minha empresa, criando parcerias e trabalhando rumo ao futuro.

Gostaria de agradecer primeiramente a minha família de ambos os lados, que sempre me deu o que foi necessário para vencer e me ensinou a trabalhar pelo o que eu ainda não tinha.

Aos meus amigos, Leandro Pavani, Allan Gallesco, e Tarcis Oliveira, que tanto tocaram e festejaram comigo.

Aos meus colegas de profissão, Sebastian Brito, Kleberson Oliveira, Leticia Polo, Andre Borges, meu grande mentor no Facebook Rogerio Alcantara.

E minha amável ex namorada, que me suportou no meu mau humor, me afagou na dor, me deu amor e cuidou de mim por tanto tempo, sendo doce e dedicada, Angelica Vasconcelos, no seu abraco cabe o mundo, de tao grande. ❤

Ao meu professor, mestre e amigo Francis Kanashiro.

E aos meus sócios, amigos, irmãos e colegas; Gustavo Seguro, Pedro Henrique Deleu, Lucas Franca, Bruno Figueiredo e Rodrigo Portto.

Voces me deram forca pra começar, eu lês darei o mundo.

Paraty — Rio de Janeiro.