Notas: Santos 1x1 Barcelona — Preocupação

É até fácil falar que o Santos tinha que trazer um bom resultado do Equador — e trouxe -, mas o problema é a análise mais profunda disso tudo.

Diferente do covarde Palmeiras, o Santos soube se defender bem e decidiu partir para o ataque logo nos primeiros minutos de jogo, em uma chance bisonhamente perdida por Zeca, que errou um passe de meio-metro para Ricardo Oliveira. O time brasileiro soube segurar a pressão dos equatorianos no primeiro tempo, deixando jogo de igual para igual.

Logo no início do segundo, o oportunismo de Bruno Henrique apareceu para abrir o placar. Resultado bom, non? Era sim, e o time continuava bem na partida, mas a questão física acabou pesando e deu uma facada na equipe, já que Lucas Lima sentiu a coxa e não deve jogar a partida da Vila Belmiro. Com um time cansado, abatido e sem criação, o Santos levou o empate, mas contou com Vanderlei para garantir a invencibilidade na Libertadores.

Empate fora é um resultado bom, né? Mas fica complicado quando o seu jogo de volta não tem o Maestro do time, o cara que tem uma visão de jogo impressionante e tem a capacidade de decidir. Minha fé é pouca, mas pode dar certo.

Voltando ao ponto inicial do título, vamos para as notas:

Vanderlei 8,5

Melhor goleiro da América do Sul. Fez defesas importantes e cruciais, que ajudaram o Santos a não se abater e sair com um resultado interessante.

Victor Ferraz 4

Quando defende é um sufoco, quando ataca dura pouco. Sorte dele e nossa que o Barcelona não soube explorar jogadas pelo lado direito.

Lucas Veríssimo 5

Nervoso, caiu muito na pilha dos equatorianos. Parecia não preparado para um jogo de tamanho porte.

David Braz 6

Apesar dos erros grotescos no início, acabou evoluindo ao longo da partida e ajudou em diversas bolas aéreas, além de ter dado assistência para o gol de Bruno Henrique.

Zeca 5,5

Vem melhorando em relação aos outros jogos, mas acabou sofrendo bastante nas mãos de Esmerilla, além de ter errado o passe que resultaria em um gol que abalaria o Barcelona.

Alison 7

Bons desarmes e interessantes passes na saída de bola. Vem para garantir a vaga entre os titulares.

Renato 6,5

Gostei da atuação, porém, faltou velocidade em alguns momentos.

Lucas Lima 7

Principal articulador do time, chamou a responsabilidade pra si e foi muito importante durante a partida. Lesão preocupa e pode cravar nossa eliminação.

Thiago Ribeiro 4

O pior em campo. Não fez nada certo, errou muitos passes, sequer puxou alguma jogada. Só foi titular por alguma macumba que arrancou Nilmar e Copete do jogo.

Bruno Henrique 7,5

Autor do gol, foi bem importante nos contra-ataques e soube fazer os equatorianos jogarem do seu jeito. Faltou a inteligência em alguns momentos.

Ricardo Oliveira 8

O melhor em campo. Foi importante na marcação, trouxe velocidade, armou jogadas, quase fez golaço. Acho que é a primeira vez que elogio Ricardo Oliveira aqui, espero que não seja a última.

Jean Mota 6,5

Óbvio que não tem a qualidade de Lucas Lima, mas segurou um pouco das pontas no ataque mesmo com um time se arrastando em campo.

Kayke 5

Sempre inútil, mas ainda conseguiu ser melhor que o Thiago Ribeiro.

Vladimir Hernandez s/n

Entrou no final e quase não tocou na bola.

Levir Culpi 6

Like what you read? Give Gabriel Carvalho a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.