Sehnsucht

Preciso contar que a um tempo, um pequeno espaço de tempo, eu venho sentindo algumas coisas, estranhas por sinal. Se não fosse… Se não fosse eu me martirizar tanto com coisas pequenas e talvez com coisas que praticamente podem nem existir ou então por tudo que eu ando sentindo, se não fosse por essas coisas, pequenas coisas que mudam tanto o fato de eu querer me colocar vivo nesse mundo, se não fosse essas pequenas coisas que me fazem querer que alguém atire uma pedra na cabeça e que atinja minha fonte, a fonte também pelo qual a doideira e as propositalmente loucuras que minha própria cabeça cria, se não fosse por essas coisas ou por eu querer demais, sentir demais, martirizar-me demais, criar demais, imaginar demais, se não fosse o demais, eu estaria a ponto de não aprender nada mais na minha vida, porque apesar do demais tomar conta de tudo que sinto, apesar dos dias passarem rápido demais e mesmo passando rápido demais eu sinto intensamente, como se não houvesse amanhã, e realmente não aparece resultados, nem noções que cabem a mim entender, porque esta tudo desorganizado, tudo fora do meu alcance, tudo de cabeça pra baixo. Então eu lhe imploro, se não voltar eu não volto, porque antes, quando você estava comigo eu vivia, não apenas respirava, porque isso todo mundo faz, mas viver? Viver alguns não consegue, e entre esses alguns existe eu, eu que não vivo por ausência de um ser, que não quer voltar, porque a culpa toda de não querer voltar é minha, deixei pra entender as coisas que eram obvias tarde demais, tarde demais… Mas se poder, se ainda existe algo em mim que lhe atraia, que faz seu coração pulsar, que faz sua alma ir e voltar, que ainda te faz me pegar apenas pra você e me proteger de todo o perigo que o mundo oferece. É complicado. Eu nem sei o que to falando, mas só sei que to tentando colocar vivo o que to sentindo aqui, e que se eu resumisse não teria tal intensidade quanto antes, porque já se usa isso há um tempo, e esse tempo não é curto, é longo, onde as pessoas criavam sentimentos que não sabiam usar, ou então que não sabiam criar a sinceridade naquele sentimento, porque eu também sou complicado, as coisas são complicadas e se eu puder resumir tudo aquilo que ocupa espaço no mundo, diria “complicação” e se me permite dizer, e já dizendo, se eu pudesse resumir esse texto, eu diria “saudades”. Acontece que não me cubro mais as coisas que a vida vai me trazer e por onde ela me leva ou arrasta, se puder me levar até você eu ficaria agradecido, mas caso você não me queira, e caso a vida queira a mim um destino que não seja ao seu lado, eu me recuso voltar a viver, e me recuso tentar me entender.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . Woskly

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.