D&P Recomenda: O projeto de lei antiterrorismo + Dinâmicas e limites do capitalismo financeiro

Banksy, Graffiti in Bethlehem, (http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0) via Wikimedia Commons

Existem pontos de tensão entre democracia e capitalismo? Se sim, quais são eles no contexto do capitalismo financeiro globalizado do séc. XXI?

No Recomenda de hoje, sugerimos a leitura do artigo "Projeto de “lei antiterrorismo”: para quem?", do professor de Sociologia do Direito da UERJ Guilherme Leite Gonçalves. Publicado quarta-feira na seção de política da revista Carta Capital, o texto fala da relação entre o PL 2015/2016 e acordos internacionais firmados pelo Brasil com o GAFI (Grupo de Ação Financeira) para a garantia de um ambiente estável de investimentos no país. Num contexto de tentativa de inserção de cidades como o Rio de Janeiro numa lógica global de investimentos apoiada em megaeventos, os movimentos sociais se preocupam com a perspectiva de sua criminalização.

Aprofundando o debate, oferecemos também a tradução do alemão para o português do artigo “A nova Landnahme. Dinâmicas e limites do capitalismo financeiro”, do Professor de Sociologia na Universidade Friedrich-Schiller de Jena, Klaus Dörre. O artigo, publicado no último número da Direito & Práxis, traz um panorama do estado do capitalismo financeiro surgido na década de 70, os traços de suas principais estruturas socioeconômicas e de suas crises. Desenvolve, em diálogo com os trabalhos de Rosa Luxemburgo e David Harvey, uma crítica sobre os processos de deslocamento do capitalismo sobre espaços não-capitalistas. Elementos interessantes para pensarmos as dinâmicas econômicas impressas na valorização das cidades no âmbito dos megaeventos.

Por enquanto é só. Semana que vem tem mais!

Boas leituras!

Equipe Direito & Práxis.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.