Ponto de Ignição

(Quarta-feira, 7 de dezembro, 2016)

Nunca estou satisfeito.

Eu não tenho o que quero.

E quando quero muito, não me sobra nada.

Não sei o que vou fazer.

Não sei como vou fazer.

Não sei o que quero.

Não sei quem eu quero.

É uma pena não ser.

Uma pena não ter.

Uma pena.

De repente está tudo tão vivo aqui, mas já passou.

De repente te quero, mas não quero como antes.

Nada faz diferença.

De nada faço questão

Tudo.

Like what you read? Give Vinícius Amorim a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.