Estaria a Dual Camera Revolucionando o Conceito de Fotografia nos Smartphones?

Eagle Tech
Aug 16, 2017 · 6 min read

Seu smartphone realmente precisa de duas câmeras traseiras ou o gadget visto como revolucionário não passa de uma estratégia de marketing para não oferecer mais do mesmo ao consumidor?

LG G5 SE e o Surgimento da Dual Camera

A proposta de um celular com duas câmeras traseiras não surgiu, como muitos pensam, através da nova linha de Iphones Plus, mas sim como um projeto inovador da LG, no começo de 2016 com o modelo , que trazia em sua carcaça traseira duas câmeras posicionadas lado a lado de modo a garantir a estabilização óptica e uma melhor qualidade nas imagens produzidas.

A novidade teve pouquíssima repercussão fora do meio tecnológico e levou certo tempo para chegar ao consumidor comum. No entanto, a falta de informação acerca das qualidades de tal e o valor cobrado pelo aparelho fez com que grande parte de seus consumidores considerassem um risco investir em uma tecnologia até então desconhecida.

Para aqueles que não possuíam conhecimento sobre os aprimoramentos de uma segunda câmera traseira, adquirir o LG G5 SE era algo muito próximo de jogar dinheiro fora. Afinal, se já havia uma câmera ali, para que seria necessário mais uma?

Iphone 7 Plus e a Revolução no Conceito de Fotografar Com o Smartphone

Foram necessários alguns meses (e o envolvimento da maior produtora de smartphones do mundo) para que o público leigo adquirisse real interesse em um aparelho com duas câmeras traseiras. Em setembro de 2016 a divulgou para o mundo seu novo aparelho, o , que contava com diversos recursos inovadores, mas que popularizou-se devido à tecnologia de dual camera traseira.

O status Apple tornou o gadget que até então era dispensável algo fundamental em um smartphone. Assim como nos demais lançamentos de aparelhos, a Apple divulgou imagens produzidas com os novos por todas as cidades do mundo, demonstrando o potencial da nova câmera. As propagandas comparativas explicavam nitidamente a importância da segunda câmera para a realização de uma boa fotografia sem dizer uma palavra sequer. Foi então que o próprio público consumidor percebeu a verdadeira capacidade desse gadget.

O Diferencial da Segunda Câmera

Imagens que antes só poderiam ser produzidas com um equipamento fotográfico de alto custo agora se realizavam com um clique, tornando a fotografia ainda mais acessível àqueles que não desejam ou não podem investir em equipamentos caros como câmeras e lentes profissionais.

A segunda lente é essencial para aumentar a luminosidade, pois possui um formato diferenciado para captar melhor a entrada da luz no ambiente. Além disso, o zoom proporcionado pelas duas lentes é gradual e suave, fazendo com que a imagem não se divida apenas em dois planos, mas que se aproxime da visão humana e ganhe profundidade através do desfoque.

Para que isso aconteça o foco tem de ser mais veloz e as câmeras devem possuir prioridades na captação, ou seja, enquanto uma câmera dá ênfase às cores a segunda capta a luminosidade do ambiente. Desse modo, a imagem é formada em sua complexidade sem perder nenhum detalhe. Em primeiro momento pode parecer um recurso supérfluo e até mesmo desnecessário, mas em viagens e eventos uma segunda lente pode registrar tudo aquilo que um celular comum deixa passar.

O Iphone 7 Plus foi responsável por conscientizar o consumidor da existência, da praticidade e do potencial de um aparelho com duas câmeras traseiras. Consequentemente, o LG G5 SE foi ofuscado pela magnitude e influência da Apple, mas ao mesmo tempo marcas como a Asus e grandes empresas chinesas com a e a taiwanesa abriram os olhos para a tecnologia e começaram a pensar na visibilidade que tal gadget poderia trazer aos seus produtos.

Quem Está Investindo Nessa Tecnologia?

Observando o sucesso causado pelas duas câmeras traseiras do Iphone 7 Plus, diversas marcas começaram investir nessa mesma tecnologia para seus novos aparelhos, buscando inclusive aprimorar as configurações e tornar o gadget ainda melhor nos quesitos de qualidade e usabilidade.

A LG continuou com sua proposta e lançou o LG V20, aparelho com organização de câmeras muito semelhante ao LG G5 SE. Enquanto isso, a chinesa ousou em colocar a segunda câmera não apenas em modelos considerados premium, mas também em aparelhos intermediários, como o Honor 6X e Huawei P9 Plus.

A Xiaomi, conhecida pelo sucesso com gadgets inovadores aderiu à tendência das duas câmeras com o Mi 5s Plus, porém surpreendendo no posicionamento das câmeras, de forma vertical. Entre as marcas populares no Brasil, devemos citar a , que investiu no sistema dual camera em sua linha de Zenfones, trazendo a novidade tanto para o Zenfone 3 Zoom quanto para o Zenfone AR.

Até o momento a não aderiu à novidade, mas é possível que, assim como as demais empresas desenvolvedoras de smartphones, a grande coreana também comece a investir na segunda câmera para uma nova geração de Galaxy ou até mesmo para um upgrade em seu mais novo sucesso, o .

Desvantagens

No entanto, nem tudo são flores quando falamos sobre uma segunda lente no smartphone, principalmente levando em consideração que, para que a estabilização e o zoom óptico funcionem perfeitamente, é necessário que a câmera fique ligeiramente mais alta que a carcaça traseira do celular. Isso torna o aparelho mais delicado e muito mais frágil às quedas, exigindo do usuário um cuidado maior em relação ao acessório de proteção, como e .

Uma vez que a câmera está mais alta que o restante da carcaça, ela se torna o ponto de impacto caso o aparelho venha a cair no chão.

Outro ponto que também se torna um obstáculo ao consumidor é o valor pelo qual os aparelhos acabam sendo revendidos. O atrativo da segunda câmera encarece em demasia os smartphones, fazendo com que o consumidor comum ‘’ e acabe adquirindo um celular de mesmo valor, mas que oferece mais recursos e menor fragilidade.

O Veredito!

Infelizmente, mesmo com um grande investimento por parte dos desenvolvedores, a segunda câmera traseira ainda levará um tempo à ser reconhecida como funcional pelos usuários. Atualmente, a câmera frontal é muito mais utilizada no dia a dia, fazendo com que seja mais importante para o consumidor investir em mais qualidade para selfies antes de pensar em fotos de alta qualidade com a câmera traseira.

Uma alternativa aos desenvolvedores é inserir de forma gradual e orgânica a segunda câmera nos aparelhos, sem que seja cobrado a mais por isso. Com o passar do tempo tal recurso estará presente em todos os celulares, como estão hoje as câmeras frontais e os , mas fazer disso um diferencial para venda não parece ser a solução, afinal de contas, nem a própria Apple conseguiu apoiar-se em tal discurso por mais de alguns meses.

E você, o que acha de todo o burburinho criado sobre os aparelhos com dual camera: o recurso é mesmo necessário ou apenas ficamos ludibriados pelo marketing realizado em cima de um gadget comum?

Eagle Tech

Written by

Capinhas para celular, acessórios e peliculas para celular, tablet e diversos e incríveis gadgets, no site da Eagle Tech em https://eagletechz.com.br