“Estilos de aprendizagem não existem”
Alex Bretas
522

Bem interessante. Concordo plenamente com os pontos abordados. Na minha concepção os sistemas representacionais da PNL (auditivo, visual e cinestésico) não têm relação (direta) com os estilos de aprendizagem, além do que foi mencionado. O que me parece fazer mais sentido é buscar o equilíbrio inteligente entre atividades ativas (para quem é mais confortável no modo adaptativo), reflexivas (para quem prefere divergente), teóricas (para quem prefere o modo assimilador) e pragmáticas (para quem prefere o modo convergente). Quando trabalho essas 4 vertentes em diferentes ordens percebo que o grupo todo tende a aprender melhor, sem ninguém se sentir excluído.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.