Photo by Tamara Menzi on Unsplash

Fronteiras livres.

Carta para Alessandra Rossi.

Querida Alessandra,

Eu tenho uma ligação muito forte com a natureza e todo o seu esplendor. Nela recarrego minhas energias, encontro respostas, nutrição e muita conexão.

Os animais fazem parte deste equilíbrio perfeito com suas personalidades e instintos trazem ensinamentos imensuráveis a nossa vida. E mesmo sendo considerados irracionais superam os seres humanos no transbordamento de amor.

Eles com seu jeito faceiro alegram e encantam a nossa vida trazendo o acolhimento necessário para dias mais plenos.

Empresas como a sua que buscam conscientizar e criar alternativas para dar a subsistência são importantes no processo evolutivo de consciência e respeito a todos os seres.

Não consigo imaginar pessoas capazes a machucar seres indefesos. Mas daí nasce você que ensina, incentiva e colabora com quem ainda não entendeu a magnitude de companheiros como eles.

Respeitar e compreender a imperfeição torna-se necessário para acolher os acontecimentos tristes em prol dos animais. Afinal, para acabar com os maus tratos e abandono precisamos de pessoas conscientes e amáveis que respeitam os limites do outro, seja ele qual for.

Meu avô, que inspira a minha escrita, também era um amante da natureza e foi com ele que aprendi as fronteiras livres de cada habitante. Ele sabia apreciar a beleza exuberante sem prejudicar nenhuma espécie.

A soberania de ser sem interferências.

Desejo que seu projeto floresça e cada ação feita traga o suprimento necessário para continuar existindo. Confie no amor que vive em seu peito nele encontrará a força necessária nos momentos mais difíceis.

Obrigada por tornar o mundo melhor.

Obrigada por pensar em todos os seres com empatia e compaixão.

O universo agradece em dobro!

Com amor,

Elisa.