Como se nada tivesse acontecido:

11-set-16

Como será para seu capitão, observar seu próprio navio naufragando?


Se passaram o que, três meses?

Muitas vezes eu tentei vir por aqui, neste caminho. Vou ser franco, pouco me é confortável… Tenho até andado mais sério, pensado mais. Tenho tido sonhos estranhos e antes disso penso em você. Antes destes sonhos, e depois.

Talvez nos sonhos também pense em você. Eu não sei.

Eu sei mesmo é que isso me incomoda muito. Eu não sou gay, porra. Esse é um lance que você é ou não é, né? Uma coisa que nasce com você. Tem gente que vive travado e não sabe até descobrir, mas eu não tenho nada pra descobrir! Eu não sou gay. Leu todas as letrinhas??

Aquela festa… as luzes em você…

Ando evitando estes caminhos que cruzamos porque… Quero ter certeza que quando te ver a próxima vez não vou pensar nisso de novo. Nisso. Em você. Nas coisas que ando pensando sobre você. No seu último parágrafo que me disse.

Regata e jeans, luzes e bebidas…

Já faz um tempo que não apareço nas festas.

Conforme aproximamos nossas amizades você me contou o que fazia com elas, as nossas amigas donas do ap. Elas sabiam do rolo entre elas e entre outras além delas e que mesmo assim queriam mais, queriam você, que você era o melhor que elas já tiveram. Isso, na cama. Você parecia um tanto desconfortavel me contando mas tentando parecer sério e natural me dando dicas.

Hah, você é engraçado. Eu gosto.

Até o ponto em que… bom, o seu último parágrafo…

Ouvi dizer que você parou. É, de comê-las. Isso… com todas as letrinhas. Co mê - las

Não, eu não estou com ciúme!

Eu não sei o que houve mas minha parte racional pede pra não raciocinar sobre meus sentimentos. Eu não quero pensar que você parou com isso por… enfim.

Me lembro que me disse outras coisas enquanto conversávamos naquela festa.

Nossa, você é realmente encantador.

Com a proximidade fui percebendo, que me dizia também muitas coisas tristes enquanto falava de sexo e destas garotas. Não eram tristes de verdade mas quando me contava o que fazia com elas, e como fazia, como elas gostavam e você se sentia… eu não sei se devo dizer isso. Percebo hoje que você estava triste. Que fazia por fazer, porque elas gozavam, não você. Você se sentia usado.

É, isso você não me disse. Mas percebi que você se sentia usado.

Não sei como encarar isso. Eu sei que de alguma forma isso era bom pro seu ego ou coisa do tipo. Quem não quer não faz e bla bla… mas entendo que, na real você não queria machucar ninguém. Não queria nem dizer “não”.

Que homem com a possibilidade de sexo pára tudo pra dizer “quero alguém que me valorize”. Uma bichinha. Vai dar o seu cuzinho então!

A primeira vez que vejo alguém dizer que um homem é tão demais e atencioso, come bem, faz de tudo de um jeito que enfim, só ele mesmo, e na verdade o próprio cara não consegue… Chegar lá? Sei lá. Você pelo jeito sempre teve uma trava aí, coisa que não tinha sido sempre assim. Eu fiquei claro, curioso.

Um momento pensei que eu poderia te destravar, porque eu também me acho muito bom nisso. O Não-comedor ia dar dicas para O Comedor.

Mas que Merda é essa que tô pensando?

E enquanto elas me contavam quando eu perguntava, porque elas realmente não ligavam de falar, pensava: que será que ele faz e como?

As mãos dele, seus músculos, seu colo o qual a regata deixava a mostra…

Sinceramente, eu queria ver. Antes de querer… sentir? Isso me incomoda demais. E me incomoda mais ainda por saber o quanto você estava triste… imaginei elas gozando enquanto você pensava talvez… Talvez no fim onde elas gozavam e você… No que você pensava?

Que pele macia você parece ter…

Pf… eu sou um idiota de pensar nisso. Quem pensa em quê quando está metendo? Pelo jeito você é bem atencioso também. Depois que elas dormem, aí sim talvez. Mas só pra não machucar elas. Não sei se elas realmente ligam. Elas só querem gozar.

Ok isso está começando a ficar confuso na minha mente.

Entendo hoje que não era exatamente o sexo que você queria, mas o prazer delas. O seu também afinal, quem não quer? Elas são ótimas. Mas não entendo ainda a sua falta de prazer nisso. O que te faltava, além de você mesmo? Elas são lindas.

Você também…

Não vou negar, elas são ótimas amigas e te adoram. Mas você não está mais presente pra elas. E já fazem alguns meses.

Elas vieram me chamar enquanto eu perguntava de você.

Já faz tanto tempo que não beijo alguém…

Eu aceitei.

Na última vez que disse sim, pensei em você. E nos meus sonhos e depois.

Isso me incomoda cada vez mais.

Ainda não estou preparado pra te encarar novamente. Ou te responder.

Pelo jeito nem você.

Like what you read? Give Jk Twist a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.