Danço

Danço
Como se minha vida dependesse disso
Como se, ao final daquela canção, nada mais de ruim existisse.

Danço 
Para esquecer um dia difícil 
Para lembrar da alegria
Para ter momentos de harmonia
Para ter esperanças
Pra disfarçar a insegurança 
Pra me conectar com os sonhos de criança.

Danço 
E cada vez que danço a alegria se faz presente 
Os medos vão embora
O bom seria dançar a toda hora.

Danço 
Para fechar as feridas que foram abertas ao longo da vida.

Danço 
Sigo o ritmo da canção 
Dançando extravaso alegrias e dores do coração.

Danço 
Como se minha vida dependesse disso
Como se não houvesse perigo
Como se o tempo todo estivesse 100% bem comigo.

Danço 
E não reparo no tempo
Não existem arrependimentos 
A dança é tão suave como a brisa do vento.

Na dança fico bem comigo 
Enfrento medos bobos, perigos…

Danço 
Pra me fazer presente
Pra me manter sorridente
Pra saber que é errando que se aprende.

Danço 
E isso me faz contente
Dia desses tomo coragem e crio uma dança pra gente.

Coragem, isso!
Danço pra ter coragem!
De enfrentar a vida de cabeça erguida.

Na dúvida… danço!

(Cristiano Pereira — Feito em: 17/Agosto/2016 ás 17h28)

Foto: Cristiano Pereira — Na Escola de dança Rita Camilo Guarulhos/SP