This story is unavailable.

Eu consigo rir. E não me culpo. Na verdade, me dá igual. Mas isso não me impede de me perceber crítico à cobertura que a mídia faz. Sinto que eu, como indivíduo, devo me dar a oportunidade de achar graça. Ao mesmo tempo em que sinto que a imprensa, como instituição, não poderia se dar esse direito — e muito menos transformá-lo em moeda-informação.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.