Oração do Padre McNabb

Fr. Vincent McNabb, O.P.

“Senhor Jesus, salva-me!

“Senhor Jesus, aquele a quem amas está doente” (Jo 11:3).

Aquele a quem vós amais desgarrou-se.
Eu vos perdi.
Eu não consigo achar-vos.
Encontrai-me.
Buscai-me.
Eu não consigo achar-vos.
Perdi-me do caminho.
Vós sois o caminho.
Achai-me, ou me perderei de vez.
Tu me amas.
Não sei se vos amo;
Não pleiteio meu amor, mas o vosso.
Eu não pleiteio a minha força, mas a vossa.
Não pleiteio meu amor, mas o vosso.
Não pleiteio meu mérito, mas o vosso.
Aquele a quem amas está doente.
Eu não ouso dizer:
Aquele que te ama está doente.
Minha doença é que eu não amo a ti.
Esta é a causa da minha doença, que caminha para a morte.
Estou afundando.
Erguei-me.
Vinde a mim caminhando sobre as águas.
Senhor Jesus, “aquele a quem amas está doente.”

(Tradução: Igor Barbosa)

“Lord Jesus, Save Me! 
 
“Lord Jesus, the one whom Thou lovest is sick” (Jn 11:3). 
The one whom Thou lovest is strayed. 
I have lost Thee. 
I cannot find Thee. 
Find me. 
Seek me. 
I cannot find Thee. 
I have lost my way. 
Thou art the Way. 
Find me, or I am utterly lost. 
Thou lovest me. 
I do not know if I love Thee; 
but I know Thou lovest me. 
I do not plead my love, but Thine. 
I do not plead my strength, but Thine. 
I do not plead my deed, but Thine. 
The one whom Thou lovest is sick. 
I dare not say: 
The one who loves Thee is sick. 
My sickness is that I do not love Thee. 
That is the source of my sickness which is approaching death. 
I am sinking. 
Raise me. 
Come to me upon the waters. 
Lord Jesus, “the one whom Thou lovest is sick.” 
 
- Vincent McNabb, O.P.

“Señor Jesús, aquel a quien tú amas está enfermo” (Jn 11,3).
 Aquel a quien tú amas se ha perdido.
 Te he perdido.
 No puedo encontrarte.
 Encuéntrame.
 Búscame.
 No puedo encontrarte.
 Perdí mi camino.
 Tú eres el Camino.
 Encuéntrame, o estaré perdido sin remedio.
 Tú me quieres.
 No sé si te amo;
 pero sé que tú me quieres.
 No te ofrezco mi amor, sino el tuyo.
 No te ofrezco mi fuerza, sino la tuya.
 No te ofrezco mis obras, sino las tuyas.
 Aquel a quien tú amas está enfermo.
 No me atrevo a decir:
 Aquel que te ama está enfermo.
 Mi enfermedad consiste en que no te amo.
 Ése es el origen de mi enfermedad, que me lleva a la muerte.
 Me estoy hundiendo.
 Levántame.
 Ven a mí sobre las aguas.
 Señor Jesús, “aquel a quien tú amas está enfermo”.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Sérgio de Souza’s story.