A essência da Nação não pode ser ignorada

Amigos Rubro-Negros,
 
Nosso time, felizmente, dá sinais de ascensão e esperamos ter iniciado uma perseguição implacável ao líder do campeonato e rumo ao Hepta.
 
Temos a convicção de que alguns fatores serão essenciais nessa árdua caminhada em direção ao topo da tabela e a outras conquistas importantes, como a Copa do Brasil e a Sul Americana.
 
Preocupa-nos, entretanto, ver que o pilar mais importante dessa jornada vem sendo, repetidamente, colocado em segundo plano pela nossa Diretoria: a Nação Rubro-Negra.
 
Recentemente, o Grupo FLAFUT subscreveu uma carta sobre esse tema, com outros grupos políticos relevantes do Clube – demonstrando toda nossa preocupação com a atual política de preços de ingressos – que arrecada com a mesma eficiência que afasta a grande maioria da nossa Torcida dos estádios.
 
A recente entrevista do CEO do Clube, Sr. Fred Luz, uma vez mais, apenas ilustra com cores vivas essa preocupação.
 
Suas declarações variam entre o total desconhecimento sobre a essência popular do Flamengo e a absoluta negligência à parcela menos abastada de nossa Torcida – aquela que sempre “segurou” o time nos momentos mais difíceis e nos fez merecer o justo título de “O Mais Querido”.
 
É inaceitável ver um profissional que reconhecidamente pouco (ou nada) sabe de Futebol tão envolvido em decisões que podem nos custar um campeonato – vide a desastrosa partida contra o Palmeiras em Brasília, no ano passado.
 
Naquela ocasião, não só perdemos o jogo (com a torcida do adversário em maioria), como ainda tivemos um grave conflito nas arquibancadas, que nos custou uma punição, ironicamente cumprida contra o mesmo rival, no jogo do returno.
 
Um desastre completo, quase tão grave quanto ver nosso ilustre CEO exaltando a torcida mista e o alto comparecimento dos adversários – tudo em nome da arrecadação.
 
Enfim, não podemos ter à frente do nosso Futebol alguém que ainda não entendeu que a frase “A Maior Torcida do Mundo Faz a Diferença” é muito mais do que um mosaico e que a expressão “O Mais Querido do Mundo” não é apenas uma pintura em nosso muro. São verdades absolutas de nossa centenária história.
 
Pelo bem do Flamengo, portanto, pedimos ao Presidente do Clube que mantenha o CEO longe das decisões que afetam tão gravemente nosso Futebol e coloque o Departamento nas mãos de quem entende do esporte bretão.
 
Conclamamos ainda os demais integrantes de nosso Conselho Diretor a tomarem medidas imediatas para que contemos sempre com nosso melhor jogador nas arquibancadas – na Ilha, no Maracanã e onde mais o Flamengo jogar. Promover o programa de Sócio-Torcedor e dar atenção àqueles torcedores que não têm condições de arcar com as mensalidades não podem ser coisas excludentes e temos certeza de que temos pessoas inteligentes para achar uma solução para esse dilema.
 
O Grupo FLAFUT, uma vez mais, colaborará no que for preciso para alcançarmos esse objetivo.
 
SRN,
Grupo FLAFUT
 
#FocoNoFutebol

Show your support

Clapping shows how much you appreciated FLAFUT’s story.