UPDATE: Thanks to a good friend of mine, at the end of this text is the English version.
Matheus José Maria
1K123

Acredito que a reação das pessoas teria sido a mesma se esse protesto contra a violência tivesse sido feito em outra ocasião.

Vamos pensar um pouco.

Já no final da tarde, um grupo de membros dos Jornalistas Livres, resolveu fazer uma intervenção onde uma bandeira do Movimento dos Sem Terra era estendida e uma pessoa deitava sobre ela, toda coberta de sangue (tinta azul, verde e amarela só para constar) enquanto sua mãe pranteava sua morte. Depois disso, um cartaz era colocado com os dizeres “Falta as cores do Brasil nessa bandeira”.

Claro que qualquer pessoa com o mínimo de bom senso teria notado que isso era uma apelação de cunho político-partidário, mas como o “sangue” era azul, isso foi o suficiente para decretar que aquelas pessoas eram de outro partido. Sem julgamento, sem chance de defesa, apenas com um júri/juiz/executor, ou melhor dizendo, uma turba de acéfalos que não faziam ideia do que estavam falando.

Só pensei!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.