Uma conta matemática prova que Foo Fighters é a pior banda do mundo
Gustavo Ricci
9343

“Integrohl”: foi este o momento no qual percebi ter me deparado com uma pepita de ouro. Enquanto eu lia, pensava “mas que absurdo”, “olha só pra isso”, “ele não tem vergonha”, e ainda assim eu gostava e continuava lendo, contrariando meus instintos. A cereja do bolo foram os cálculos do final, que me causaram um misto de divertimento e indignação. Só faço uma ressalva: originalidade não só não existe como é uma miragem. No mais, bom trabalho.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.