Sim, pensar fora da caixa tem que ser um exercício diário. Trabalhar a mente até desenvolver a pareidolia. Facilitar o trabalho da mente tem que ser uma tarefa estimulada. Mas, chegando lá, eu tenho certeza que você, sim ,você vai gostar do resultado desse fenômeno de nome estranho.

Futebolisticamente falando todo mundo sabe o nível dos dirigentes do futebol brasileiro. Não paro horas do dia pra contar mesmices aqui no site. Mas no modelo atual do futebol brasileiro os clubes tem conselheiros , sócios proprietários entre outros figurões. Todos esses citados tem uma coisa em comum, talvez mais de uma mas não vem ao caso.

São A M A D O R E S.

Amador, no conceito estabelecido pelo dicionário: Alguém que exerce determinada atividade por puro gosto, sem remuneração. Bom, convido o leitor a pensar comigo. Exerço uma atividade por puro gosto, por que não zelar por ela? Porque não desenvolver o meu conhecimento, mesmo que como hobby?

São muitos questionamentos para um post que começa com ensinamentos propostos né? A reflexão é a seguinte. Com o início de temporada brasileira se aproximando e com os planejamentos a todo vapor. Uma coisa precisa ficar clara. No futebol não manda quem tem o dinheiro. Sim. No futebol manda tem tem criatividade e conhecimento.

O botafogo é um exemplo desse cenário de fim de ano. Clube destruído em dívidas. Porém , com criatividade e apostas convictas pensou fora da caixa e montou um elenco que provavelmente irá a libertadores. Jogadores baratos e trabalho tático acima da média para o cenário nacional. Ou algum leitor acredita que o botafogo no início do ano tinha situação mais confortável que Corinthians, Cruzeiro ou Internacional?

  • Contratações no mercado sul-americano (Feitas com uma análise prévia e com olheiros especializados)
  • Convicção no trabalho tático ( Mesmo com a saída do Ricardo gomes manutenção do trabalho)
  • Dimensão de potencial ( Sabia o que fazer no campeonato, sua capacidade)

Enfim, está aberta a temporada de especulação da internet. Será que seu clube manterá a mesma receita que já não dá certo a anos? Ou desbravará “terras desconhecidas” em busca de jogadores com potencial melhor custo-beneficio.

Gabriel Zandomenigue

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade