A TECNOLOGIA NUNCA SUBSTITUIRÁ O CONTEÚDO NA PUBLICIDADE


No mundo da publicidade digital surgiu um fenômeno desagradável: priorizar a quantidade sobre a qualidade. Obviamente, a publicidade digital oferece aos anunciantes a maneira mais rica e eficiente de se envolver com os consumidores, mas temos que ter muito cuidado para não esquecer um dos principais fundamentos de um anúncio bem sucedido: conteúdo original e criativo.

Em um oceano de conteúdos pobres, demasiadamente semelhantes e olhando apenas para a geração do clique instantâneo e indesejado, uma mensagem publicitária bem trabalhada e informativa é a única maneira de obter a atenção dos usuários e o engajamento para a sua marca e seus produtos. Uma das maiores tendências para 2016 é o uso de bloqueadores de anúncios, já que o excesso de mensagens inadequadas, formatos intrusivos e super exposição garantem uma forte adoção de sistemas anti-ad pelos usuários online.

Para lutar contra este fenômeno global, a única arma é o uso de conteúdo publicitário exclusivo, personalizado e original.

Sabe-se que para tais mensagens, são necessárias habilidades fortes e muita criatividade, mas acreditem: vale muito a pena! Os anunciantes, então, serão capazes não só de gerar atenção, mas também de alavancar positivamente sua marca e reputação. Apostar na mensagem correta, adicionada à capacidade de segmentação, permite que marcas gerem cliques naturais e aumentem o engajamento de seus produtos.

Longe de ser uma palavra da moda e com prazo limitado, a mídia programática permite atingir especificamente o público desejado, e está revolucionando o marketing online para o bem. No entanto, esta nova revolução tecnológica não será capaz de substituir a necessidade de conteúdo publicitário qualitativo. Os anunciantes e indústria da publicidade precisam mover-se em direção a um uso mais respeitoso, consistente, criativo e com alto desempenho da tecnologia.

Oferecer publicidade totalmente personalizada garante aos anunciantes o aumento da receita, do destaque e do valor da marca. Agora é chegada a hora de mostrar aos clientes que a publicidade digital é capaz de ouvir as necessidades do consumidor e ofertar o que eles, de fato, querem e necessitam.

Outro ponto importante é manter uma regra simples: evitar a exposição de marketing não nivelada, em que o mesmo usuário seja bombardeado com a mesma mensagem, dez vezes ao dia! Isto não só é absolutamente ineficiente, como também prejudica o ativo mais valioso de cada anunciante: sua marca e imagem. O ecossistema da publicidade digital oferece técnicas de publicidade altamente eficientes e diversificadas, e este é apenas o começo. Faz-se necessário levar em consideração e proteger nossos anunciantes e marcas, investindo não só nas tecnologias com objetivos certos, mas também nas mensagens mais qualitativas. Se não fizermos isso, o futuro publicidade na internet estará em jogo.

(*) Por Fabio Almeida, diretor de vendas na Gamned!, originalmente publicado no http://iabbrasil.net/conteudos/artigo/a-tecnologia-nunca-substituira-o-conteudo-na-publicidade em setembro de 2016.