Realizar um intercâmbio é o sonho de muitos jovens e adultos das mais diversas faixas etárias. Dentre os destinos mais tradicionais, muitas pessoas saem em busca de informações sobre como estudar na Irlanda.

Lar de Bono Vox, vocalista do U2, este país da Europa perde apenas para Estados Unidos, Austrália e Inglaterra como destino mais procurado por aqueles que desejam estudar inglês.

Considerada uma das cinco cidades mais simpáticas do mundo, o país é conhecido também pelo ensino de qualidade e pela boa recepção aos imigrantes.

Se você é uma destas pessoas que deseja estudar na região, mas não sabe quais procedimentos deve realizar, acompanhe o texto que preparamos.

Aqui ensinaremos tudo o que você precisa saber para ser aprovado e traremos ainda algumas razões que mostram porque a Ilha Esmeralda, como é conhecida por alguns, é um excelente lugar para aprender um segundo idioma.

Como estudar inglês na Irlanda?

Para estudar na Irlanda o futuro intercambista precisa atender os seguintes pré-requisitos:

Ter um passaporte com validade de seis meses, estar matriculado em um curso com duração mínima de 25 semanas, receber uma carta de recomendação da escola, documento que deverá ser apresentado no aeroporto, no momento de sua chegada ao país.

É preciso também ter um seguro governamental ou de uma empresa privada do país, no valor de 30 mil euros e comprovar residência na Irlanda.

Quem deseja estudar na Irlanda deve, ainda, possuir uma reserva de três mil euros para cobrir suas despesas durante a vigência do intercâmbio, e pagar um valor extra, de cerca de 300 euros, com cartão de crédito ou boleto.

Esta taxa será destinada à confecção de um documento que comprova que o estudante está vivendo legalmente no país, e deve ser pago no momento de sua chegada.

Os interessados em fazer um intercâmbio no país precisarão, ainda, informar quanto tempo passarão na Irlanda, para que seja definido qual o tipo de visto irão receber.

Intercambistas que permanecerão no país entre 30 e 90 dias recebem um visto provisório. Já os estudantes que ficarão na Irlanda por um período maior precisarão realizar outro procedimento.

Neste caso, será necessário se registrar, em até um mês, na Gard National Immigration Bureau, o escritório responsável por controlar a entrada de imigrantes no país.

Este departamento fornecerá ao estudante um visto, que terá validade até o final de seu curso, tornando sua permanência no país legal a partir daquele momento.

Como funciona o intercâmbio na Irlanda?

Quem escolhe estudar na Irlanda tem a opção de realizar um curso com duração de seis meses (o visto para esses estudantes tem duração média de oito meses).

As férias a que o estudante tem direito são de dois meses. Nesse período, o intercambista está autorizado a trabalhar por até quarenta horas semanais. O trabalho é permitido apenas entre os meses de maio e agosto e 15 de dezembro a 15 de janeiro.

A frequência nas aulas dos que começam a estudar na Irlanda é monitorada pelo governo. Para permanecer no país, o estudante precisa ter presença confirmada em 85% das aulas, caso contrário seu visto será revogado.

Por outro lado, quem escolhe este país para aprimorar seu inglês pode renovar o visto duas vezes, estendendo seu período de estadia na Irlanda para até dois anos.

Como trabalhar na Irlanda?

Como dissemos no tópico anterior, quem decide estudar na Irlanda tem autorização para trabalhar em dois períodos do ano. As ocupações mais oferecidas para os estudantes costumam ser informais.

Por isso, é comum encontrar intercambistas atuando como auxiliares de limpeza, babás, atendentes (empresas e estabelecimentos comerciais costumam contratar este tipo de empregado), bartenders ou garçons.

Alguns estudantes conseguem ainda encontrar empregos dentro da área em que são formados, ou são contratados por empresas que buscam candidatos fluentes em Português.

No entanto, por receber uma grande quantidade de estrangeiros que desejam estudar na Irlanda, os postos de trabalho que aparecem para intercambistas costumam ser muito disputados.

Para encontrar um emprego na Irlanda, a dica é procurar diretamente nos estabelecimentos, acompanhar postagens em redes sociais (Facebook e LinkedIn costumam divulgar boas oportunidades) ou mesmo ficar atento ao mural da escola.

Além disso, construir uma boa rede de relacionamento, se aproximando de outros estrangeiros, e se dedicar ao estudo do inglês pode tornar a busca por esta ocupação mais rápida e eficaz.

dublin irlanda

Porque a Irlanda atrai tantos estudantes de intercâmbio?

Com tantos países onde o inglês é a língua nativa, o interesse de tantas pessoas em estudar na Irlanda pode deixar muitos intrigados. O que torna este país tão interessante?

Receptividade

Uma das razões que justificam a preferência dos intercambistas pela Irlanda é a recepção dada aos nativos aos imigrantes que buscam o país. Embora ocorram alguns episódios de xenofobia, a Irlanda é uma das nações europeias que melhor recebem os estrangeiros.

Riqueza cultura

Por abrigar uma grande parcela de imigrantes, a culinária irlandesa absorveu parte do conhecimento gastronômico desta população, tornando-a única.

Outro traço que conquista aqueles que escolhem estudar na Irlanda é a influência celta, presente não apenas à mesa, mas nas muitas ruínas históricas existentes no país.

A Irlanda possui ainda uma paisagem natural encantadora, repleta de cachoeiras, colinas, lagos, falésias, montanhas e os castelos medievais, que completam o cenário.

Pronúncia do inglês

Outra razão pela qual muitos intercambistas decidem estudar na Irlanda é o sotaque do inglês falado ali. Com um dos sotaques mais difíceis de compreender dentre as nações que falam este idioma, aprender a língua se torna um desafio.

Além disso, a qualidade de sua rede de ensino é reconhecida, e se baseia no inglês britânico, falado na Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte.

Possibilidade de estudar e trabalhar

Ao contrário de outros países que oferecem cursos de intercâmbio, os estrangeiros que escolhem estudar na Irlanda tem a possibilidade de conciliar o aprendizado com o trabalho.

Essa possibilidade ajuda não apenas os que precisam obter alguma remuneração para custear sua estadia no país, como também permite que estes estudantes tenham contato com nativos e melhorem seu idioma.

Além disso, o salário recebido por um intercambista é pago por hora trabalhada, o que torna a remuneração recebida muito atraente caso o estudante consiga um trabalho com carga horária de até 20 horas semanais.

Menor custo de vida

Embora seja um país da Europa, o custo de vida encontrado por aqueles que escolhem estudar na Irlanda é muito menor do que o oferecido em outras capitais do continente, como Londres.

Alguns levantamentos apontam ainda os custos com moradia, alimentação, transporte e entretenimento em Dublin, capital do país, superiores aos registrados em grandes metrópoles brasileiras.

Onde estudar na Irlanda?

Além da capital, Dublin, quem deseja aprimorar seu inglês e estudar na Irlanda encontra uma excelente estrutura de ensino e baixo custo de vida em outras cidades do país.

Um bom exemplo disso é Cork. Segunda maior cidade do país, a localidade é muito procurada por universitários, atraídos pelos diversos shoppings, bares e restaurantes localizados nas proximidades das escolas.

Embora seja uma cidade pequena, Galway também recebe uma parcela considerável de pessoas interessadas em estudar na Irlanda.

Por receber poucos turistas, o estudante pratica melhor o inglês, já que convive em boa parte do tempo com os moradores locais.

A boa receptividade, o baixo custo de vida e a possibilidade de aliar trabalho e estudo cativa cada vez mais intercambistas interessados em estudar na Irlanda. E você pretende adotar essa cidade como destino para seu aprendizado?

ponte na irlanda

from Câmbio, Viagens e Economia https://www.cambiostore.com/blog/irlanda-como-estudar-na-irlanda
 via https://www.cambiostore.com/blog

 from Sophia Krischock https://sophiakrischock.tumblr.com/post/160736911067
 via https://sophiakrischock.tumblr.com/

Originally published on Tumblr

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.