o dia das mães foi ontem

coloca o teu casaco que vai fazer frio, mas põe aquele vermelho que é mais grosso e vai proteger o teu pescoço, agora que o cabelo tá curto e o vento bate direto na nuca - vai fazer tua asma atacar. aí cê vai ficar com febre, com dor de garganta, com mal estar no corpo e com dores na área T do rosto que vai ficar congestionada da sinusite que cê não tratou mesmo eu tendo te dito pra tratar isso desde que cê era pequena. mas cê nunca me ouviu, mesmo, parece teu pai: teimosa que só, além desse nariz gigante que toma conta de metade da tua cara. cê é paulista só no RG, menina, que quando cê sorri a Bahia toma conta e é de lá que cê veio — um dia cê vai descobrir. cê tinha que mudar de área ou abrir um negócio, pra poder florescer, crescer, prosperar. tem que comprar um cantinho pra você, terminar essa faculdade que cê já trancou mil vezes e agora inventou esse negócio de fazer faculdade sem olhar na cara de professor: vê se pode. será que funciona esse negócio de fazer faculdade à distância? eu acho que não, mas se cê tá falando que funciona deve funcionar. inclusive, pára de falar tanto, menina, essa sua boca enorme que sempre tem uma respostinha pronta pra tudo vai te fazer precisar engolir muito sapo, porque cê nunca foi muito boa nesse negócio de conseguir manter a mesma opinião por muito tempo. sempre fez amizade com todo mundo, cê sabe, quem conhece muita gente muda muito também. mas seus amigos de verdade sempre foram os mesmos, as sapatonas de SP, as sapatonas do ABC e as sapatonas que cê conseguiu achar em cada um dos lugares que cê foi. cê deve ser sapatona também, menina, nada explica essa sua coisa com sapatona! mas não, não é, cê namorou aquele cara e até postou no facebook. o cabelo era comprido, mas era homem, né? é, era sim. filha, aproveita pra levar esse blusão, ele não é muito chique, mas é a sua cara, olha essas bolinhas do capuz! e ainda tá em promoção. e também não gosto muito quando cê usa esse shorts, mas bota essa meia-calça, pelo menos: vai esfriar hoje, a Maju falou. tá, já que cê vai sair, deixa eu falar logo que eu não queria que cê fosse, mas já que cê insiste em não me ouvir, eu só queria que cê soubesse que eu espero que Deus te guarde e abra todas as portas que estiverem no seu caminho, porque eu falo esse monte de coisa, mas é só porque eu te amo, filha. e não esquece de levar teu casaco: mas leva aquele vermelho, vai fazer frio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.