EPEDIMIOPIA?

No tempo em que o Mundo Gira e a Luzitana Roda, famoso slogan, de uma empresa de mudanças, nossas doenças eram obesidade, infarto, câncer, diabetes, quase todas associadas à falta de exercícios físicos. Por conta disso, milhares de academias, tipos de exercícios físicos foram inventados com a justificativa de melhorar a qualidade de vida. BA-LÉ-LA.

Em recentes estudos de alcance global e extremamente cuidadosos verificou-se que o grande e novíssimo vilão chama-se excesso de alimentos industrializados. O que pelo menos na minha cabeça, faz todo sentido.

Afinal do frango à soja passando pela manteiga que virou margarina, quase tudo de comemos é transgênico e industrializado. Mas não fique preocupado, afinal esse foi um problema do século XX.

Como estamos no inicio do século XXl, já estamos correndo atrás de outros problemas, sem que tenhamos conseguido resolver com segurança os que trouxemos do século passado.

No momento o mundo científico está batalhando com um novo problema causado pela modernidade. A miopia. Esse novo-velho problema passou a se alastrar de forma assustadora, em todo mundo cerca de 30% são míopes.

Isso equivale a 2.5 bilhões de pessoas, em 2050 estima-se que 50% das pessoas terá esse problema. Mas o que mudou para que o índice aumentasse tanto?

Segundo às investigações em curso são dois os problemas. O primeiro, exposição insuficiente à luz, resultado de trabalho em ambientes fechados e sem horizontes a vista. O segundo, leitura de trabalhos ou aulas por muitas horas e de muito perto, resultado do uso de laptop, smartphones e tablets.

Um grupo de pesquisadores do King’s College London pesquisou 3.000 pessoas. Os voluntários davam informações sobre sua carreira e a frequência com que permaneciam ao ar livre. Os pesquisadores descobriram que aqueles que ficavam expostos por mais tempo ao sol, particularmente os de 14 a 19 anos, eram 25% menos propensos a desenvolver miopia.

É bom lembrar que existem pessoas no mundo com pré-disposição genética para a miopia e que existem duas dezenas de genes relacionados à miopia. Em 1904, Henry Edward Juler famoso cirurgião britânico, sugeriu em um trabalho “Handbook of Ophtalmic Science and Practice” em tradução literal — Um Guia de Ciência Oftalmológica e Pratica que “quando a miopia se tornar estacionária, uma mudança de ar — uma viagem marítima, se possível, seria desejável”.

Ou seja, no futuro teremos que trabalhar nos parques tomando sol e menos dentro de ambientes fechados e pouco iluminados. Mundo novo, problemas idem.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.