O BRASIL E O MUNDO

EU, MINHAS TEORIAS, O LULA E O TRUMP.

Embora existam milhares de problemas no mundo atual, boa parte deles mais importantes que o Presidente Trump, ou até por causa dele. Nessa semana, vou falar sobre o novo ocupante da Casa Branca.

Mas quero abordar um outro aspecto do midiático presidente americano. Às vezes tenho a impressão que o presidente Trump tem a intenção de ser o Lula americano. Essa semelhança que vejo, é exclusivamente no campo político. Do populismo para ser mais claro.

No mais, seria impossível! O Trump, é bem formado, serviu às forças armadas, e com métodos poucos convencionais ou não, é um empresário bem sucedido. O ex-presidente Lula é um bucaneiro que chegou ao poder graças a desilusão com a classe política brasileira da época, e que apesar das lições do Lula, permanecem até hoje.

Lembram aquele ditado? Mudam as moscas e a merda continua a mesma. Pois é, nem as moscas mudaram!! Mas voltado ao populismo do Trump, a semelhança esta nos discursos e na necessidade de satisfazer os compromissos assumidos durante a campanha.

Nos Estados Unidos tem uma figura muito conhecida, mais conhecida até que o Mickey. Trata-se do Uncle Sam, ou o Tio Sam, conhecido e criado muito antes dos tempos da Primeira Guerra Mundial. Para os mais jovens creio que precisa uma rápida explicação.

A figura do Tio Sam, foi criada em 1812 e vinha sendo usada como símbolo do País. Todavia, em 1917 as forças armadas americanas solicitaram uma mudança, com o objetivo de recrutar soldados para a Primeira Guerra Mundial. Essa mudança fez com que o novo Tio Sam, tivesse o dedo em riste e a frase I Want You, ou Eu Quero Você (literalmente) e era um apelo para o alistamento militar.

Isso posto, voltemos ao Trump e as minhas conjecturas. Vocês notaram que na grande maioria das fotos, o Presidente Trump esta com o dado em riste, apontando para alguém? Essa é uma velha técnica, mas eficiente, afinal todos se sentem convocados.

Em especial nos Estados Unidos que já passaram por diversas guerras e convocações. Além de ter um povo portador de um alto sentimento de patriotismo. Honestamente, creio que ele — Trump — esta tentando repetir, assumir, ou “vestir” o personagem Tio Sam. Como ele acabou ganhando a eleição em cima de um discurso velho, voltado mais para o passado glorioso dos Estados Unidos, do que propostas para o futuro.

Creio eu, que esteja tetando assumir de vez a personalidade do Tio Sam. O que, do ponto de vista de marketing é bem planejado, e se minha teoria da conspiração estiver certa. “Vestindo” um símbolo conhecido e respeitado pelo povo americano, que historicamente remete a figura do Tio Sam aos esforços de guerra, a jogada pode dar liga!

Ou seja, uma união incontestável do povo americano que é portador de um alto sentimento de patriotismo, inclua-se aí os emigrantes com green card. Assim, temos o quadro perfeito para a arregimentação popular. Afinal neste quesito, povo, ele perdeu por 500 mil votos. Que te vaya con Dios!!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.