Vendo o depoimento do Pinóquio da Silva ao Juiz Sergio Moro, lembrei de uma visão que meu avô tinha sobre comportamento pessoal.

Dizia ele, entre o bom marketing pessoal e a arrogância, provavelmente não passa um fio de cabelo.