Um punhado de ministórias

4º. Ilustração/aquarela por Thay Petit. Confira a página no Facebook e o Instagram da artista.

– Maria, liguei pra saber se já é carnaval em teu coração.
Não. Era finados.


— Credo.

— O marido já com a ex. Um barrigão só.

— Meu deus.

— Vai ter o nome da finada.


Quando Monterroso acordou o discovoador não estava mais lá.


Vestido, não via sentido. Despido, tornava a se vestir.


Milton hesitou, ficando na rede mesmo.
João foi olhar.
Pedro saiu apesar da chuva e disse que matou pouco, que bandido bom é bandido morto.


As ideias que tinha o rifle calou. Os livros que escreveria o pau quebrou-lhe os dedos. Ainda sim exigiram dos filhos respeito aos fardados.


Quando orou, viu que templos já não existiam. Procurou com amigos, ligou, mandou email. Sentiu-se surdo, religare jamais. Sem pedra, sem fé.


Continuação do meu projeto de mini/microconto no Twitter. Para saber mais, consultem meu Twitter. Para saber mais sobre o projeto, consultar aqui. Leia também 5 microcontos e Mais 5 contos mínimos.

És fissurado em ministórias que nem eu? Deixa aí o teu pitaco!