LANÇAMENTO E OUTRAS COISAS

Acho que foi mês passado ou algo assim desde a última vez. Foda. Isso só mostra como tem sido a louca vida nesses últimos tempo. Acumulou tudo e aí esse acúmulo eu vou botar aqui mesmo e pronto.

Primeiro é:

O DOC FOI LANÇADO, PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Meu cu que eu ia ficar guardando mais não sei que tempo o filme só pra fazer graça prozôto.

Mas assim, antes do lançamento ainda fiz questão de ir na casa de Dona Elzita pra mostrar o que seria mostrado. Fui uma vez e ela tava pruma missa. Aí fui na outra semana. Pena que o medium não deixe botar vídeo na própria plataforma :/ mas eis esse dia em pics ^°^~

Acho que ela tá impressionada aí com alguém que apareceu, mas não lembro quem foi. Os meninos: Alex e Manoel. Não me lembro se Alex é neto mesmo dela ou se só chama ela de avó como todo mundo no Sacavém.
Também não lembro o nome do guri na esquerda. Guri que só também no sacavém, poxa. Mas tem Manoel — filho de Dina que é filha sanguínea de Elzita -, depois dele, de calção rosa não sei o nome :/ depois tem Emmilli, filha de Manoel, bisneta de Elzita, Elzita e Manoel de Ângela, que é neta de Elzita, filha de Dina também, logo, irmã de Manoel. Embaralhou tudo? Pois tome como eu me sentia quando comecei a ir no Terreiro Fé em Deus.

Nessas fotos, Almeida, Esposo de Lindinalva, não aparece. Foi uma coisa muito assim pra ele, eu acho. No filme aparece Nalvinha (a gente chamava Lindinalva assim. Na verdade se chama até hoje) cantando ladainha e em outros momentos também. Só que Nalvinha faleceu de câncer esses tempos. Almeida olhou umas partes que ela aparece e saiu chorando, emocionado, depois. teve uns momentos meio que de “tiração de onda” quando aparece um ou outro no filme. Sempre tem. Mas quando aparece Nalvinha sempre tem um ar de comoção. Mãe Elzita colocou as mãos no peito. Pensei que ela fosse chorar. Ângela me disse que ela dificilmente chora assim em público. Prefere se recolher no Barracão sozinha e lá sim, se abre.

Se eu disser que entendo, tô sendo pretensioso ou algo assim?! Tão tá

eu entendo perfeitamente isso

Nalvinha, na esquerda. Rezava no Terreiro Fé em Deus. No “Quem Toma Conta Dá Conta”, o Boi sai da casa dela com Surrupirinha vestido de caboclo de pena

Aparece Seu Diolino também

Seu Diolino, ao fundo. Abatazeiro mais velho do Terreiro

E seu Diolino também faleceu. Aprendi com ele que não se chama carroceiro. Se chama carreiro. Tipo motoqueiro e motociclista, saca?! Pois é. Enfim. Eu poderia fazer um tratado aqui sobre como essas imagens servem como algo que tangencia e permeia a memória e bla bla bla mas sabe… faltam quinze pras doze e nessa hora o estômago de todo mundo tá como?! É isso.

Pausa pra isso porque de repente eu posso gostar. Só não espalhe

Vejamos…

Ah sim, teve a coletiva de imprensa.

Gente… não, sério, olha… essa imprensa viu…

Robson Junior na esquerda. Antonio Carlos, o Caju, na direita. Detalhes abaixo

Essa foi a coletiva. Robson e Caju

De umas 15 pessoas e /ou jornalistas convidadas. Sério.

Eu queria agradecer muito de coração a eles pelo interesse e curiosidade em conhecer a história e pela gentileza em confirmar antecipadamente a participação. Nem sei o que dizer da alegria em mostrar o filme com antecedência pra eles.

Pera que se vc ta aconpanahndo aqui agora isso, vou ali almoçar rapidao e volto. ainda tem lançamento, festivais, niver de roxa e babados fortíssimos. voltamos após o inervalo

corta pra vida real

❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤ ❤

24–02–2017

Tá, voltando

Era pra falar mais coisas sobre essa gentes que não vieram na coletiva nem deram satisfação sobre a falta. Algumas deram e tal, tiveram a ombridade. Outras nem isso. Foda é que alguns ainda pagavam de cinéfilos e o caralho a quatro. Outro com materiazinha sobre cultura e amor e meu pau de óculos. Gente, sério: cansei de ficar cansado com vcs. Isso me faz querer fazer tal Fred faz: lança as parada fora e foda-se imprensa e todo resto aqui. Bom, ao menos eu acho que ele faz assim. Se não, foi mal Fred, mas parece ser uma tática boa e que faz jus à importância das pessoas aqui para com o que é feito aqui e não por qualquer pica/xota ensebada de seja-lá-onde-for-menos-aqui.

E é isso.

Mais uma vez meu muito obrigado a Robson Junior e Caju, duas pessoas do babado (sabe do babado né?! Não?! affff… deixa então)

Tocando isto

Sobre festivais o que rola é que ta indo numa porrada de festival/mostra o filme. Ao menos inscrição pa porra ta tendo. Mas, uma novidade: pelo fato de ter legendas em inglês, tô tendo uma alegria a mais (e trabalho tb /o\) inscrevendo em festival fora. E mais: JUNERLEI FEZ AS LEGENDAS EM ESPANHOL PORRAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

Sério, olha isso:

Lelei, o assassino!!!

Espanhol é massa. Sempre gostei e fico muito feliz de ter uma tradução dum filme pra espanhol feita por ele. Junerlei foi meu professor na UFMA, numa disciplina de comunicação e expressão que não lembro o nome, além de fornecer cachaça também da melhor de todas. Sério. Sério mesmo. Tomei um porre muito louco uma vez com uma de canela. Bebi foi mesmo. Aprendi a beber acho que foi com essa cachaça de Lelei e com esse porre. Antes eu era só um menino que fingia tudo pra todos. Enfim.

Então tem isso de ao menos o filme tá sendo inscrito em festivais de cunho internacional. Bem, já fomos limados do Festival Lume então, já estamos ao menos contabilizando algo, né não?!

Ganhou, contudo, menção honrosa no I encontro de antropologia e imagem da UFMA. Tem um troféu que não peguei ainda mas que vou pegar porque (pasmem) não avisaram o dia da exibição do filme muito menos que tinha ganho algo nem mesmo o dia da entrega e cerimônia (porque teve cerimônia de entrega com todo mundo a caráter e palmas e a porra toda e eu deveria tá sei lá, batendo punheta nessa hora porque meu deus do céu e maria na terra que burro dá zero pra ele :/)

Nesse meio tempo também teve o aniversário e a queimação de palhinhas desta molier

Me diz como não amar. (sim Karol, roubei do zap dessa vez ^^) Rosa Mires, aí todinha né não?!

O dia é 15 de fevereiro. Aquário, não é isso?! Roxa é de Aquário né?! Pois bem. Então acho que ela sabe a resposta pruma ‘pergunta’ feita certa vez, olhando nos meus olhos, lá no fundo:

Não sei que tristeza é essa todinha que denis carrega dentro dele!?

corta pra vida real

PS. NA PRÓXIMA TEM COISAS SOBRE ISSO DA QUEIMAÇÃO DE PALHINHAS, PQ DISSO TUDO SOBRE ISSO TUDO QUE ‘APARENTEMENTE’ NÃO TEM NADA A VER COM O DOC.

</3

24–03–2017

Todo mundo vivo?!

Pois bem. Hoje Karol faz aniversário. Almoçamos juntos.

karol, baltazar, andrea, milu, roxa, lorena, celso, adilson, márcio

Hoje a noite tem o bolo e mais quindim que eu comi que só foi mesmo, ah porra. To ansiando até agora -_-. Feliz aniversário Karol!!!

Da última vez prometi falar da queimação de palhinhas e do aniversário de Roxa, que é sempre no mesmo dia, 15 de fevereiro, e acabei esquecendo umas fotos lá dos idos dos anos 2000 pra botar aqui, então vai essa mesmo desse ano de 2017

arrasa na kheymação de palhinha feat. aniversário ou vice versa

Chovia que só quando cheguei. Mas gente, só um parênteses aqui rapidão. Você pode se perguntar o que porra tudo isso tem a ver com o filme. Juro que por vezes eu também me pergunto mas, como eu sei de onde vim, rapidamente me lembro que essas pessoas de alguma forma tecem uma rede de relacionamentos na qual eu também estou envolvido e, nesse complexo de coisas que acontecem no dia-a-dia-fodido-de-todos-nós, tudo aquilo que aparece no filme também está lá, na realidade, no cotidiano do dia a dia de todo dia sempre dia após dia hoje amanhã depois e depois e depois e até que você vire a porra de um crente chato do caralho com a The Holy fucking Bible embaixo do sovaco. Acha que não?! Tá, então espera ver Dona Diquinha, antiga Guia do Terreiro Fé em Deus, num filme meu que ainda virá sabe deus quando, falando do caboco dela, Jarioldamo, que mesmo depois dela crente da universal, ele, sempre, aparece, em, dias, de, festa, tipo, o, dia, de santa, luzia, quando, teve, o, almo, dos, cachorros, lá, no, Terreiro. Pois é, desse jeito. Então tudo isso está lá, no cotidiano do dia a dia, como eu vinha dizendo. De forma diluída por vezes, por vezes não, mas está lá de alguma forma. Então acho mesmo que essas coisas que tangenciam o filme traçam um aspecto que o filme não alcança nem se presta a alcançar. Obrigado por ler, seja lá quem você for e esteja no ano que for. Sobre isso, li outro dia, numa dessas navegações que levam a gente a locais os mais improváveis possíveis:

O que é o tempo senão a variação de uma coisa

Teve a gente indo também na casa de dona Augusta. POrra, que Terreiro lindo de foda. Era também uma obrigação. Pros Acossi, no caso. Diferente da Casa Elzita, que é pros Acossi e pros cachorros também. Na dona Augusta é só pros Acossi. Muito bonito, tudo. Me senti bem pra caralho e foi curioso quando Seu Menezinho em cima de Dona Augusta disse não, ela o senhor tá conhecendo agora, eu o senhor já conhecia. Eu fiquei ¨_¨

Seu Manezinho, ali na direita. Vê?!

E essa pessoa que vocês olham na foto acima, bem aqui embaixo, é essa pessoa aqui embaixo. Cuidado, cenas fortes de beleza interna e externa

Tá bom, chega de pagar pau e babar Karol senão daqui a pouco ela começa a querer botar banca comigo. Foto reapropriada do grupo do zap da família Oliveira de Alecrim a.ka família de Pedrinho (ou é Alecrim de Oliveira, meu pai?! Jesus…)

Sim mores, Allana Karoline é, nada mais, nada menos que:

PORTA

BANDEIRA

DA

ESCOLA DE SAMBA MARAMBAIA.

CHUPA RIO DE JANEIRO!

CHUPA O QUE SOBRAR DO QUE O RIO DE JANEIRO CHUPAR, MUNDO!

Sim, é com esse tipo de gente que eu me envolvo. Gente da sociedade, vocês tão entendendo?! Gente da sociedade, porra. Agora uma foto cheia de carinho e devoção

armação da saia da porta bandeira. pronto, revelei o segredo… pfff…

Gosto pa porra dessa foto porque eu sempre soube, depois de umc erto tempo que Roxa meio que se mudava pro Bairro de Fátima, bairro onde nasci e onde tive meu primeiro cachorro que até hoje me lembro, de alguma forma me lembro, seu nome era Vira e aqui o imortalizo pra todas as gerações antes e depois de mim com esta foto que carrega tanta coisa que pairava na minha cabeça desde então. Pois bem, eu sempre soube que Roxa e Karol meio que se mudavam pra lá na época do carnaval pra arrumar coisas mil da escola de samba delas, a marambaia. Esse assunto e o fato dela, Roxa, não dançar — ou muito raramente dançar — o Tambor de Carnaval no Terreiro era uma coisa que sempre ficava na minha mente, tipo… Roxa e Carol não vieram. Devem tá no Bairro de Fátima fazendo as coisas da escola. Aí esse ano fui lá. Essa foto é na hora que Karol tá indo fazer não sei o quê não sei onde com essa estrutura base da saia de porta bandeira dela babado. Deve ter um nome pomposo -ou não- pra isso mas, eu não sei. Desculpem. São muitas coisas com as quais tem-se que lidar.

não tem Karol nessa foto mas, se ninguém mentiu na hora que eles tavam já na avenida dos africanos quando perguntei — e antes da blitz me parar pra fazer o teste do bafômetro que, jesus bondoso e misericordioso obrigado por me fazer entender que as blitz sempre acontecem em épocas festivas fazendo assim com que eu não me embriague nessas ocasioões — , esse carro é da marambaia e, bom, à esquerda é o ponto de recolhimento de lixo não sei o quê da prefeitura e bem aqui na direita da foto tem a sede do boi de pindaré. só queria dizer isso mesmo

Nesse meio tempo, o filme já foi inscrito em 16 festivais. Tirando o lume q foi limado e u outro aí que não lembro o nome, temos então uns 14 festivais esperando a resposta pra ver se rola ou não. Vamos mandar bater um Tambor pra que role, de já deixo avisado a você, curador.

Teve entrevista também no canal dois tve rede brasil sobre o lançamento

Saíram também matérias babados nos jornais

ah cara… eu poderia enumerar monte de coisas mas enfim. só que isso de cineasta é meio chato pra caralho, mas enfim, ta aí. só queria deixar uma máxima que, dessa eu vez, eu cunhei. lá vai: se eu sou cineasta, então o que Murilo Santos é?! Deus né. de qualquer forma valeu carla, pelo tempo na entrevista
saiu também uma semana antes, uma vez que não era uma exclusiva, como disseram, e também pra chamar o povo. tem umas coisas meio enviesadas mas sou grato a patricia que fez a entrevista

Saíram outras matérias também mas não vou linkar pra não floodar a porra toda. Fora o fato deu tá cansado e não ter banhado meio dia o que me deixa mais puto. Deem um google aí que aparece. Acertamos cachês e lucros nas participações mediante conversa com meus advogados

Essa postagem vai ser encerrada com uma foto muito legal que acabei descobrindo nos arquivos pessoais de Karol. São muitas fotos que ela tem e aí algumas vão entrar no extra do dvd que vai sair e acho que já falei aqui da proposta. se não, alguém me avise que eu falo. mas essa foto é muito bonita. tem outra que é mais ainda. Elas não vou entrar no extra porque nem sei. Mas enfim, essa primeira bonita, mais abaixo, é Karol dançando no Barracão, com a boneca de Dona Troirinha, numa das obrigações da Casa. E lá se vão uns… 10 anos?! Vai saber

bonito né?! eu acho. Karol ao centro. Acervo pessoal dela

É isso.

Corta pra vida real, cortar o bolo de 22 anos de Allana Karoline, que aqui também imortalizo para todas as gerações antes e depois de tudo todos