A Ideation Brasil está lançando uma série de posts contando sobre a rotina de empreendedores universitário, que assim como você, deram os primeiros passos para abrir suas próprias empresas ainda durante a faculdade.

Quer saber sobre o que fazem e como é o dia-a-dia desses caras? Então fique ligado em nosso blog. Para começar, conheça a rotina do Bruno Pinheiro, Fundador da Freta.la.

Eu sou o Bruno Pinheiro de Melo, Fundador da Freta.la e é assim que eu trabalho.

O Freta.lá, aplicativo desenvolvido pelo Bruno Pinheiro e outros alunos da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) e Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP quer resolver os problemas da agilidade das entregas nas compras onlines. Com o Freta.lá, você pode oferecer ao cliente da sua região a opção de Entrega VIP Freta.lá, com entrega no mesmo dia da compra! “Nosso sistema calcula de forma inteligente os melhores preços e dispara o chamado para nossos parceiros locais, que são empresas de motofrete regulamentadas para exercer o transporte dos seus produtos”.

Eles já passaram por alguns programa de fomento a startups, sendo selecionados para fazer parte do programa de Desenvolvimento do Ecossistema de Empreendedorismo e Startups (SEED), que é promovido pelo governo de Minas Gerais e selecionou 40 startups, dentre 1367 inscritas de todo o mundo, para receber aporte financeiro, apoio com espaço, mentores e educação empreendedora. Alem disso, já passaram pelo Programa do Governo do Chile, o Startup Chile. Hoje, estão sendo acelerados pela Wayra em São Paulo

Local de trabalho: São Carlos / São Paulo
Função atual: Co-fundador e CEO

Pode nos contar um pouco sobre sua função no Freta.la?

Meu trabalho é um misto de ideação com execução. Fui o idealizador da startups (recentemente passamos por um pivot) e faço de tudo um pouco com relação à empresa: contratação, financeiro, gestão do time, relacionamento com parceiros e investidores etc.

Como é sua rotina?

Meu trabalho é dividido entre São Carlos, onde está o time de desenvolvimento e projeto e onde passo 3 dias da semana, e São Paulo, onde fica a nossa aceleradora e o time de business/comercial, a Wayra, na qual eu passo o restante da semana. Meu trabalho me divide entre essas duas realidades durante a semana, e mais algumas horas extras remotas via slack/trello.

Como é o seu escritório?

Em São Carlos trabalhamos em home office, por enquanto, às vezes utilizando laboratórios da USP, dependendo da necessidade. Em São Paulo estamos no escritório da Wayra. Lá temos um espaço nosso.

Como você organiza seu dia/semana?

Às segundas-feiras temos reuniões entre os sócios, para definir as metas da semana. Às quintas conduzo reuniões individuais com cada um dos funcionários e às sextas temos reuniões gerais com todo o time.

Qual o aplicativo de to-do list que você utiliza?

Trello, integrado com o Slack (aplicativo/web). Pessoalmente utilizo também o Keep do Google.

Quais são os aplicativos que você não consegue viver sem?

Facebook, Slack, Trello, Maps, Instagram.

Bruno em visita ao eBay Inc. na Califórnia/2014.

Alem do seu computador, que outros recursos você não consegue viver sem?

Meu celular.

O que você está lendo atualmente?

Confissões (Santo Agostinho).

Qual foi o melhor conselho que você já recebeu?

Foi durante uma palestra com amigos empreendedores para alunos de marketing de uma faculdade. Um deles falou (e eu tomei o conselho para mim): “a vida não espera ninguém, mas também ninguém garantiu a você em qualquer momento da sua vida que você terá sucesso em algum momento”. Achei aquilo fantástico. Nós da geração Y temos uma tendência a ter expectativas muito altas com relação a nós mesmos e isso atrapalha, na primeira frustração muitos desistem. Temos que dar o nosso melhor sem esperar pelo resultado, mas simplesmente porque vemos sentido naquilo a ponto de não ver outra coisa melhor para estar fazendo no lugar.

Tem mais alguma coisa que você diria aos jovens que estão começando a empreender?

Acho que a primeira coisa que eu diria é para entender o porque se está entrando nisso. Muitos têm a ilusão de que porque não terão chefe isso garante uma vida tranquila. Não é assim. Um empreendedor além de prestar contas a muitos clientes tem também que dar conta de investidores, conselheiros, lidar com a expectativa de amigos e familiares, que esperam de nós uma carreira tradicional. Enfim, empreender é um trabalho como outro qualquer, alguns têm vocação, mas isso não é garantia de caminho fácil, é preciso perseverar.

Sobre a Ideation:

A Ideation Brasil tem como objetivo alavancar o empreendedorismo universitário brasileiro, através de iniciativas práticas desenvolvidas com base no modelo das melhores universidades da Califórnia.

Para ficar por dentro de mais conteúdo sobre empreendedorismo, acesse nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/Ideationbrasil

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.