Aplicativos que fazem a diferença

Vida e tecnologia coexistem, e esses dois imperativos formam um excelente casal. Nesse contexto, nascem os aplicativos ou apenas “apps”, e é sobre isso que quero falar.

O Wikipedia diz que aplicativo é um programa de computador que tem por objetivo ajudar o seu usuário a desempenhar uma tarefa específica. Um aplicativo móvel carrega o mesmo significado, com a diferença que foi feito para ser instalado em um dispositivo móvel (smartphones e tablets, por exemplo).

Seguindo a lógica de que os apps tem a missão de nos ajudar, preciso compartilhar sobre como eles tornam o meu dia-a-dia no trabalho mais fácil.

Antes de tudo, te pergunto: Já imaginou a vida sem o nosso smartphone de todas as horas?

Esse amigo que quando conectado à internet, nos oferece uma autonomia e um poder para realizarmos coisas que antes eram impensáveis. Exemplo disso é que na palma das mãos, podemos responder um e-mail, acessar sistemas da empresa em que trabalhamos, pedir comida, trocar mensagens de vídeos como pessoas que estão longe, pagar as contas, reservar passagens, estudar outra língua. Ou seja, nos ajudam a desempenhar tarefas do cotidiano.

Isso tudo é muito simples, e eu achava que tecnologia era poder jogar o clássico jogo da cobrinha no meu Nokia 6110.

Alguns dados de pesquisas mostram que:

  • O uso de aparelhos móveis conectados à internet ultrapassa os acessos através do computador. (fonte: IBGE)
  • Para 80,4% da população, o smartphone é o equipamento favorito na hora de navegar. (fonte: Revista Exame)
  • O Brasil aparece em terceiro lugar na lista de países com maior número de downloads de aplicativos combinados entre as plataformas Android e iOS. (fonte: AppAnnie)

E não é só isso não, quem nunca dormiu com o celular embaixo do travesseiro que atire a primeira pedra.

Ouvimos muito falar de novas tecnologias que continuarão a transformar o mundo e melhorar o bem-estar da humanidade. As principais chamadas dos sites e revistas de tecnologia atuais nos preparam para viver com assistentes virtuais, carros autônomos, drones e robôs. Mas, deixando um pouco de lado o futuro (tão próximo), vamos focar na realidade atual que nos encontramos com o uso exagerado e perfeito dos aplicativos através do nossos smartphones. Que na minha opinião materializam a soma perfeita entre vida e tecnologia.

Engraçado que enquanto eu escrevia esse artigo, meu celular recebeu uma notificação de um app de notícia que tenho instalado. A matéria era de uma pesquisa do Gartner, empresa líder de pesquisa em tecnologia da informação, que dizia:

“ Em 2020, as pessoas não irão usar aplicativos em seus aparelhos celulares”

Oi? Como assim? Daqui há apenas 3 anos nossos tão amados “apps” estarão esquecidos e viveremos a era pós app. Difícil de acreditar, né?!

Ainda mais porque vivenciamos a transformação dos aplicativos tradicionais para aplicativos móveis. Empresas investiram muito dinheiro e criaram esforços para modernizar seus apps e disponibilizá-los em plataformas mobiles.

“A maior força impulsionando o progresso humano tem sido o rápido avanço e ampla difusão da tecnologia.” — The Economist

Enquanto o fim dos apps não chegam, temos tempo para usá-los. Mas, lembrem-se que é só enquanto a Inteligência Artificial com sua capacidade humana de resolver as coisas não assume todo o controle. (Isso é pauta para um próximo artigo)

Compartilho aqui os 7 aplicativos que me ajudam a desempenhar tarefas do trabalho:

1º) WhatsApp: Através de trocas de mensagens instantâneas eu consigo ficar conectada a minha rede de contatos e obter respostas rápidas.

2º) Trello: Não sei como consegui viver tanto tempo sem ele. Responsável por organizar e priorizar todos os meus “to dos”. Eu consigo usar o mural (ideal para aplicar metodologias agile) para gerenciar minhas tarefas diárias, definir prioridades e trabalhar de forma colaborativa com outras pessoas. Para se ter uma ideia até viagem eu organizo com esse app.

3º) Hootsuite: Excelente para agendar posts em massa nas redes sociais. Nele eu monitoro e gerencio minhas redes sociais, LinkedIn e Twitter. Coleto informações sobre temas, clientes e influenciadores, que podem ser relevantes para mim.

4º) Slack: Uso principalmente quando tem algum evento na empresa e precisamos trabalhar de forma colaborativa, em grupos com várias pessoas, e centralizar a comunicação.

5º) EverNote: Eu gosto muito de escrever, e quando bate a criatividade é o Evernote que eu abro. Ele é ótimo para guardar minhas ideias. Também é perfeito para armazenar cartões de visita que coleto em reuniões e eventos, ele mesmo faz a digitalização dos cartões de forma muito simples.

6º) LinkedIn Sales Navigator: baseada no conceito de Social Selling, o Sales Navigator, permite que eu interaja com prospects, acompanhe suas atualizações e os acesse de forma direta com envio de e-mails. Ótimo para fazer networking.

7º) Skype: com o aplicativo do Skype do meu celular, estou sempre conectada à minha rede de contatos, consigo fazer chamadas com parceiros e clientes de onde eu estiver. Facilita muito a interação.

Para encerrar, deixo aqui o link para uma matéria bem legal que fala sobre os 10 aplicativos mais usados por empreendedores.

Aqui você pode ler a matéria completa do Gartner sobre o fim dos aplicativos.

Jaqueline Ariane trabalha como Digital Sales na IBM Brasil. Formada em Comunicação Social com ênfase em Publicidade e Propaganda. Desde de que começou a trabalhar, descobriu que é apaixonada por tecnologia. Gosta de escrever e dar atenção ao que realmente importa: as pessoas.