Seja simples

Mas não seja invisível

Passamos o tempo todo pedindo por mais simplicidade, amor e cumplicidade, entre outros requisitos para uma boa relação, seja lá com quem for. Tanto nas redes sociais, quanto aqui, na plataforma Medium em Português, é possível observar esse clamor constante das pessoas. A verdade é que todo mundo quer ser tratado com simplicidade, mas de forma especial. Será que isso é possível? E além disso, qual é a nossa contribuição para um mundo mais simples?

Vez ou outra, nos deparamos com receitas, todas genéricas e formuladas em modelos prontos, que na verdade não somam em nada. Geralmente esse tipo de “fórmula mágica” é intitulada com clichês como “10 passos para ser feliz”, “5 atitudes para ter uma vida melhor” e por aí vai. A lista é grande e todo mundo já leu, ou pelo menos já viu um texto desses pela internet. Não tenho nada contra quem pensa dessa forma, e é visível que algumas pessoas realmente absorvem esses modelos, porém nem tudo é tão simples assim.

Por mais estranho que seja, nem sempre descobrir a simplicidade é simples. Pode demorar muito, na pior das hipóteses, ou pode ser rápido, como em momentos especiais do dia a dia que fazem parte da nossa rotina. Cada um tem a sua forma de encontrar a simplicidade, e consequentemente, a felicidade. Mas todo mundo sabe que o coração é o nosso maior motor de busca nesse processo. E cá para nós, não existe aplicativo ou programa que substitua esse utilitário especial.

Ainda que algumas vezes, a gente cometa alguns erros, e por fim, culpe o coração, ele revela sempre de forma simples os caminhos a seguir. O motivo da confusão entre o que o coração quer nos dizer e o que nós realmente entendemos, vem da nossa dificuldade em parar para escutar o que ele quer nos dizer. Mas se a gente reparar bem, ele só quer nos dizer que o melhor caminho a seguir é o da simplicidade. Porque somente quem consegue se manter fiel a si mesmo, pode encontrar a felicidade.