Essa pica também é minha!
Eden Wiedemann
3.4K39

Essa pica também é minha

É uma das coisas, que desde pequeno, eu acreditava. Minha família demonstra isso ao notar erros dos nossos parentes e tentar ajuda-lo. Não importa o erro. O importante é resolver.

Hoje em dia, praticamente, trabalho voltado ao ramo de vendas e atendimento ao público. Comecei trabalhando em uma farmácia de bairro, tamanho médio, onde eu havia contato direto com clientes e o gerente (que não cumpria além do seu papel de gerente: correr das picas) e desde então me vejo preso a determinadas funções e cargos. Minha última experiência, em uma grande rede de veículos, foi de vendedor técnico (não tinha a obrigação de vender para pessoa física, apenas, se eu quisesse, pessoas jurídicas), mas acabei saindo. Pois, por mais gratificante que era o salário e comissão, a forma que eles tinham em lidar com o cliente e os problemas dos clientes(muitas vezes gerados pelos atendentes ou até mesmo de rápida solução) era de evitar. Evitavam solucionar os problemas ao máximo.

Esta e mais 3 empresas tiveram essa cultura interna, que eu não quero, em hipótese alguma, me contaminar.

Enfim… Ótimo texto.