Os 8 fundamentos da boa saúde

Nessa semana assisti um excelente vídeo, cujo título é o mesmo desde texto só que com sete itens ao invés de oito. O vídeo trazia dicas de como ter uma boa saúde em todos os aspectos.

De todos os materiais que assisti sobre minimalismo, vi pelo menos 30% deles dedicados a boa alimentação – especialmente alimentação vegetariana. Embora eu seja adepto da carne, passei a valorizar o poder de uma comida saudável e uma dieta bem regrada.

Portanto, fiz aqui uma lista baseada nos fundamentos mostrados, acrescentando a minha visão sobre cada um deles.

1) Prosperidade nutricional

Comer comida de baixo valor nutricional foi uma constante em toda a minha vida. É um milagre eu não ter algum problema mais sério de saúde. Isso só mudou quando passei a comer com base no que eu queria ingerir de positivo.

Ao buscar minha prosperidade nutricional, passei a me alimentar melhor do que antes, selecionando todas as refeições de forma mais balanceada.

2) Atividade física

De nada adianta ter uma alimentação saudável para o corpo se não o mantemos em atividade constante. Um corpo que não se move tem o destino de qualquer outra máquina: se deteriorar.

Não importa se você faz Crossfit ou uma simples caminhada. Simplesmente vá e comece.

3) Repouso

Dormir é para os fracos.” Na verdade, é o ato de não dormir que deixa o corpo mais fraco. O repouso é fundamental para uma boa saúde.

Uma dica que deixo é usar o App Saúde do iPhone (caso você possua um), ou algum App de monitoramento de sono. Ele fornece informações sobre as noites dormidas, a média de sono e outras informações que podem ser muito úteis.

4) Leitura

Não é só o corpo que precisa de exercício: o cérebro também atrofia se não for devidamente estimulado. Um dos principais estímulos que podem ser dados é o da leitura.

E não falo de Harry Potter, viu? Pegue um livro desafiador e com conteúdo, e tente começar com um capítulo por noite. Logo você vai notar a diferença.

5) Estudo e música

Estudar e ler são duas atividades que podem ser feitas de forma complementar. Eu estudo e leio bastante quando produzi cada texto, seja neste blog ou em qualquer outro.

Já a música é outra forma de estimular o cérebro. Se você costuma escutar musicas em outro idioma, então, o benefício é dobrado! Tente escutar uma playlist nova a cada dia.

6) Contato com a natureza

Quantos de nós nunca colocamos os pés em um parque ou jardim botânico, mesmo tendo um deles – ou até os dois – na nossa cidade? Definitivamente devemos rever essa atitude.

Estar em contato com a natureza não apenas nos permite ter momentos de paz e reflexão. O contato com a luz do sol fornece vitamina D, fundamental para o bom funcionamento do corpo.

7) Silêncio

Em um mundo com cada vez mais barulhos e estímulos, o silêncio parece ser um bem mais escasso do que o ouro.

Experimente 5 minutos de meditação diários, sem nenhum estímulo sonoro. A ausência de ruídos contribui e muito para o aumento no foco, concentração e percepção da nossa mente. Além disso, sempre exercite o “falar menos, ouvir mais.”

8) Afeto

Como fico muito no celular ou computador, geralmente deixo de dar atenção a quem convive comigo. E acabo perdendo os principais benefícios do afeto.

Procure ficar mais próximo de seus familiares, amigos, namorada(o) – caso tenha uma. Você verá que o contato físico pode trazer melhorias em todas as áreas da sua vida.

E você, segue quais desses fundamentos? :)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.