Minha Pequena…

Acordei de repente… com berros pra que levasse a caçula pra escola pois chovia lá fora, já estava atrasada a pimpolha e eu sonolento ainda levantei de repente pra auxiliar na tal tarefa matinal. Meu Pai preocupado pedia perdão por me acordar mas precisava de mim.

Corri pra garagem com a chave na mão. Entrei, pus a chave na ignição, virei e nada!

Tentei sem reclamar por mais duas vezes, tentei praguejando por mais 3 e bati no volante caralhando o infeliz que havia permitido panes elétricas. Sai do carro e peguei pelas mãos da pimpolha e sai na chuva, praguejando o universo pela minha existência, reclamando da chuva… levo a mão ao bolso, pego o celular e sorrindo abro aquele aplicativo de mensagens…

“E a imaginação foi roubando todos os minutos da minha noite.

Pernas entrelaçadas, mãos unidas, corpos colados e teu cheiro se misturando todinho com o meu.

Pude ouvir palavras sussurradas ao pé do ouvido, senti todos os pelos do meu corpo se arrepiarem.

Imaginei nós dois juntos, nos amando, os toques mais carinhosos, os beijos mais apaixonados.

E em meio a imaginação me veio uma vontade incontrolável de ver o tempo passar e paralisar no momento em que você for meu.

Imaginei, em meio a bocejos, imaginei, senti os olhos pesarem e o sono me beijar.. e eu dormi te imaginando deitado na mesma cama que eu.

Bom dia!! ❤

Levantei os olhos sorrindo, Já nem lembrava pelo que reclamava, então resolvi cantarolar Coisa Linda do Tiago Iorc…

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.