Noite. Quente. Escura.

Movimentos rápidos, precisos

Corpos negros como a noite se movem

Nas mãos, facões, foices

Siii-ta siii-ta

Metal contra metal

Metal corta vento

Rasga carne, rasga o bucho

Morre capitão do mato

A lâmina pinga, sangue vermelho

É, sangue vermelho de preto

Sim, sangue vermelho de índio

É, sangue vermelho de branco

Ainda sim,

Facão, pescoço, branco, morto

Preto, tronco, preso, morto

Liberdade escravizada e mutilada.