Google Imagens

Complicações e Mágoas ou Mágoas e Complicações

É impossível andar ao lado dos humanos por tanto tempo e não pensar no significado de alguns sentimentos, individualmente ou em conjunto. Nada é realmente tão simples para eles, sempre há “complicações” em suas mente, em suas palavras, em suas ações, e, principalmente, nas não ações.

Infelizmente nenhum deles conseguiu definir o quê “complicado” significa. Talvez porque não seja apenas uma coisa, e sim várias. Um conjunto de “não complicações” que de tão deixadas de lado acabam se tornando o que todos eventualmente soltam em um exasperar cansado e não completamente entendível:

– É complicado.


Em meus encontros tentei aprender o máximo possível sobre os sentimentos, mas eles são tão mutáveis devido a seus hospedeiros que mesmo conhecendo sua essência, não consigo entendê-los em todos os momentos.

No entanto, me atrevo a dizer que de todos os sentimentos o mais resistente é a mágoa. Não a raiva. A dor. O sofrimento. A angústia. A desesperança. A desilusão. Nem mesmo o amor se compara. Não, não eles. Nenhum deles dura tanto. Eles podem parecer durar uma eternidade, mas quando eles se vão de verdade, é definitivo. A próxima vez que sentir raiva já não será mais ser pela mesma razão, a próxima vez que se sentir desesperado não será mais devido à mesma causa. A dor tampouco será a mesma da última vez. Muito menos o amor.

Esses são todos tão variados.

Já a mágoa é duradoura, e o principal motivo disso é que ninguém fala sobre ela. Muito menos se lembra dela. Às vezes os humanos nem sequer percebem que ela existe.

Eu sim.

Vejo-a em todos os cantos.

Sempre consigo ver quando um coração culpa outro sentimento. Quando a mágoa aperta tanto dentro do peito que parece que ele vai explodir, e então você culpa a dor. Não a mágoa.

Quando a raiva te toma de repente sem motivo, não é raiva que você sente, o calor pertence a ela. Outras vezes ela é tão fria que você pensa ser insensibilidade, mas é apenas ela te enganando, te jogando contra você mesmo porque ela sabe como jogar; sabe como permanecer escondida.

Quando todos os outros sentimentos vão embora depois de um tempo, ela persiste. Insistente que só ela. Agarra-se a todos os nervos do corpo, se gruda a todos os outros sentimentos, a todos os outros momentos e lembranças de momentos, mas ela sempre está tão escondida que você culpa a todos, menos a ela.

Ela permanece até quando você acredita que ela se foi.

Nunca vi nenhum sentimento mais profundamente ligado aos humanos do que a mágoa. Ela os deixa triste sem haver tristeza, os relembra de coisas que não merecem serem recordadas. Tortura-os de maneira que eles nunca conseguem entender completamente.

Para mim, ela é quem deixa tudo complicado, pois sua causa não é mais atual e nem real. Está tudo no passado. Naqueles planos e portas que não foram abertas. Naquele momento que não existe ou naquele que você perdeu ou que não foi o que deveria ter sido.

Mas admito que deva ser complicado para os humanos lidar com o invisível, com aquilo que eles não podem tocar. A forma como eles se sentem impotentes diante de tudo que eles não podem pegar com as mãos e destroçar ao meio — ou em um milhão de pedaços.

Quem sabe até oblitera-los de sua própria existência.

Mas eles não podem.

Ninguém pode.

O criador sabia o que estava fazendo quando não permitiu que os humanos tivessem como tocar os sentimentos. Ele provavelmente devia saber que eles não conseguiriam lidar com o controle deles. Que eles os destroçariam caso pudessem tocá-los.

A mágoa é como um veneno muito fraco, tão fraco que o próprio organismo a ignora pela maior parte da vida. Dificilmente você prestará atenção nela, mas com o tempo ela vai ocupando espaço dentro de você, se tornando mais forte e infectando todas as partes dos seus corpos, até que sem você perceber, o veneno estará consumindo a sua alma.

Devorando todos os outros sentimentos dentro de você.

Normalmente, quando esse momento chegar, já será tarde demais.

Então você precisa entender que complicado não é apenas um coisa ou um momento ou um sentimento, e sim uma história toda que se acumula depois de pequenas doses de veneno auto ingerido diariamente, do pequeno remédio que se toma para dormir.

O QUE PENSO SOBRE A MÁGOA: Ela é tão cruel.