Fênix

A Fênix de penas rubras
Olhos de terra e expressão firme
Graciosa em todas as suas curvas
Lábios e corpo sublime

Sua presença como uma chama
O calor do seu corpo em cada toque
Um fogo que aquece e acalma
Um abraço que renova e acolhe

Me ensina como nascer de novo
Como enfrentar a dor e o fogo devorador
Vendo tudo desmoronar e perder sua cor
Até não restar nada além da dor

Me mostra como alçar voo 
Como deixar as cinzas dispersarem ao vento
Deixando para trás o que ficou
Olhando para frente, distante, sem arrependimento

Até o próximo ciclo
Mais forte
Voando além
Renovado