Arlandria

Tudo começou com uma simples conversa
E logo se tornou um costume mas
De repente você tomou um outro caminho e 
Agora diz que não há mais nada a ser dito
Você já não me ouve, me deixou de lado
E agora sinto as consequências de eu ter me entregado
Você costumava dizer que ninguém era capaz de te apoiar, mas 
Não percebeu o quanto te apoiei
E quando te ouvir dizer que eu jamais poderia te dar o suficiente
Comecei a desistir de você
Nós não somos iguais, eu entendo, mas você sempre esteve em guarda
Não tive a menor chance
Nesse jogo eu já entrei perdendo por acreditar
Que poderia em algum momento significar algo pra você
E agora não sou mais a mesma que eu era nos seus braços
Porém as memórias continuam me assombrando
Eu faço o impossível mas não é suficiente
Tento de várias formas arrancar da minha mente
E do meu coração, pensamentos e sentimentos
Que só me causam dor mas, se for preciso
Então que eu morra de tanta agonia
Pra que você tenha toda a alegria
E o mesmo amor que te dei e você desprezou…

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Elaine de Almeida’s story.