This story is unavailable.

Interessante reflexão. Não é algo, a meu ver, exclusivo do feminismo. Outras questões sociais que ganharam força nos últimos tempos também têm seus “lacradores” que, no fim das contas, não parecem construir muito. O que vem depois do lacre? A ideia é mudar a sociedade, mas não parecemos dispostos a dar chances reais para que alguém mude. O print de meses, anos atrás fica sempre guardado para colocar em cheque qualquer mudança de pensamento e postura que alguém apresente.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.