Salmo 15

Salmo davídico.

Senhor, quem habitará no teu santuário?
Quem poderá morar no teu santo monte?

Aquele que é íntegro em sua conduta
 e pratica o que é justo,
que de coração fala a verdade
e não usa a língua para difamar,
que nenhum mal faz ao seu semelhante
 e não lança calúnia contra o seu próximo,
que rejeita quem merece desprezo,
 mas honra os que temem o Senhor,
que mantém a sua palavra,
 mesmo quando sai prejudicado,
que não empresta o seu dinheiro visando lucro
 nem aceita suborno contra o inocente.

Quem assim procede
 nunca será abalado!

NVI


O Salmo 15 é uma liturgia de entrada ou procissão. Ele ecoa os temas de Ps. 24, contrastando a beleza da obediência com a loucura da desobediência. É também o primeiro de um conjunto nove salmos artisticamente moldado em forma quiástica (ou semelhante a um espelho) com os seguintes emparelhamentos: Sls. 15 e 24 (liturgias de entrada), 16 e 23 (confiança), 17 e 22 (lamento), 18 e 20–21 (salmos sobre a vitória do rei). Salmo 19, um salmo de criação e Torá, está no centro.

Uso no Culto: preparação para a adoração; Um apelo à obediência fiel.

Fonte: Psalms for All Seasons


Domine, Quis Habitabit