WEBTOON Series — Bastard

Preparem-se para o que há de mais pesado no WEBTOON: Bastard.

Bastard é uma série thriller que conta a história de um garoto e seu pai, que tem um relacionamento não de pai e filho, mas de assassino e cúmplice. Desde a morte de sua mãe, Jin vê se pai começando a atrair mulheres com o mesmo tipo de sua mãe para dentro de casa e, utilizando, Jin, matando-as e fazendo atrocidades com seus corpos. Jin considera seu pai um monstro, que não só é um serial killer, mas também já tentou matar o próprio Jin, deixando-o com sequelas graves e dependente dele, forçando Jin a ser seu cúmplice em inúmeros assassinatos. Jin não só passa por isso dentro de casa, mas também na escola sofre bullying por causa de seus problemas de saúde. O que poderia acontecer de ruim, acontece com o Jin.

O que gira mesmo a engrenagem da série é o relacionamento do Jin com uma garota, Kyun, que ele conhece na escola e aos poucos passa a amá-la. Porém, Jin vê a pessoa mais importante para ele, aquela que ele conhece algum conforto, ameaçada pelo seu pai, dá para imaginar o que ele quer fazer com ela. Jin começa uma luta para proteger Kyun e ainda se descobrir como pessoa. Após participar ativamente de tantos crimes, Jin estaria se tornando como seu pai? Como proteger a Kyun deste mundo?

Eu fico meio mal de usar a palavra interessante para uma webtoon tão, digamos, doentia, mas é interessante. Bastard revela a vida de um serial killer, um pouco de seus motivos e sua influência nas pessoas ao redor. Como o pai do Jin finge ser uma pessoa completamente normal lá fora, mas dentro de casa ele é um completo psicopata. Essa série pode te deixar um pouco paranoico já que faz você pensar que um psicopata pode estar mais perto do que você imagina. Apesar do pai dele ter uma influência grande na história por motivos óbvios, o Jin é o personagem principal e também o mais interessante. É um conflito constante entre o bem e o mal dentro do Jin. Ele precisa proteger a Kyun de um psicopata, mas como fazer isso sem tornar um também? Como não recorrer a medidas extremas? Como fazer isso sem que a Kyun descubra? Tudo isso se passa na cabeça do Jin e nas nossas também, ao ler sua saga macabra.

Mesmo sendo uma história aterrorizante na maior parte do tempo, a série também tem seus momentos de comédia, que também são bons. Estes são proporcionados quando o Jin a Kyun estão juntos, principalmente. Claro que, há momentos fofos entre os dois também, o que nos dá uma folga da história macabra que sempre está a volta dos dois.

Claro que não adianta nada ter um plot interessante, se a execução não for boa e nos aspectos técnicos Bastard também não deixa a desejar. A história é contada de uma forma que sempre te deixa no suspense, sem saber o que vai acontecer em seguida. Quando acontece algum momento fofo ou engraçado você já começa a pensar no desastre que vai se seguir. Os diálogos entre os personagens e os conflitos do Jin dentro dele mesmo também são muito bem executados. A arte combina com a série, é algo um pouco, digamos, rascunhado, com traços fortes nas cenas mais tensas, expressões horrendas também, principalmente do pai do Jin e do próprio Jin. Tudo combina para fazer de Bastard uma ótima série thriller que tem uma história bastante original. Eu ao menos nunca vi nada parecido.

Bastard é uma série séria, que se foca em problemas que realmente podem acontecer na sociedade, mas que geralmente não são notados. Nem sempre é bom pensar assim, mas Bastard me faz pensar que não podemos confiar 100% em quase ninguém porque nunca saberemos tudo sobre uma pessoa. O pai do Jin é um exemplo extremo de falsificação: empresário de sucesso lá fora, psicopata e serial killer dentro de casa, mas isso acontece bastante na sociedade em menor grau. Bastard também transmite a mensagem de que você deve lutar contra seus demônios. Eu torço para que tudo fique bem para o Jin e para a Kyun no final, que o Jin consiga vencer seus demônios. Essas são as duas mensagens que vejo em Bastard, uma não tão boa, mas que nos serve de alerta e a outra boa, e que acho que devemos seguir.

Bastard é uma série que recomendo para pessoas que querem ler algo sério, que mais te faça pensar do que te entretenha.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.