(Des) encontrando

Para alguém que (des) encontrei

Sinto-me como um café preto sem açúcar. Amargo, sem doçura e opaco. A tua felicidade tornou-se tão etílica a mim... Será que isso explica a minha ressaca afetiva há dois dias atrás? 
A tua tragédia sempre foi precisar de uma vida inteira para aprender a viver. Talvez, no fim, você tenha acertado: "Não é possível se protege do sofrimento sem antes se proteger da felicidade". Por que a felicidade é uma arma quente, Belchior?
Meus afetos estão dengrigolando e você está me matando com cada tristeza que me transpassa no meu despertar. Queria ser uma nuvem de rosas e chover botões de flores. Onde estão as rosas de Rilke? 
Tento expressar você em palavras. Não consigo. Falta um detalhe. Sempre falta um detalhe. Acho que não terminamos de nos desencontrar. Será que alguma vez nos encontramos?

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Faceta de afetos’s story.