#SeEmpurrarOCunhaCai

O que dizer desse presidente da Câmara que não me representa e nem vai representar?! Conservador, fundamentalista religioso e corrupto. Talvez essas três palavras seriam o suficiente para descrever Eduardo Cunha. A verdade é que este senhor faz uso da máquina pública para se beneficiar e favorecer seus aliados. Cunha quer decidir sobre os nossos corpos, sobre a nossa família e — acredite você! — ele quer mandar até no que comemos! A verdade é que as façanhas deste senhor começaram junto com a sua vida política, lá em 1989 , “Faces de Cunha”, pouco depois do fim da ditadura militar. Ou seja, desde que saiu do berço a democracia brasileira vem sendo ameaçado por Cunha. Com sua eleição como presidente da Câmara, em fevereiro deste ano, — vale lembrar que Eduardo Cunha está em seu QUINTO mandato como Deputado Federal — o inimigo N° 1 do povo brasileiro tenta exterminar as mulheres, os pobres, a juventude e as minorias.

Eduardo Cunha é a centralização de todo o conservadorismo existente no Congresso eleito em 2014. Suas articulações políticas, refletem nas atitudes parlamentares. Além da PL 5069/2013 que dificulta a realização do aborto — e contra o qual, nós mulheres, saímos as ruas no último dia 31 — Cunha também é autor do Projeto de Lei 7382 de 2010, que criminaliza a heterofobia. E o que é heterofobia? É o projeto que penaliza a discriminação contra heterossexuais. Isso mesmo, você não leu errado! O presidente da Câmara pretende criminalizar as pessoas que são preconceituosas com os casais héteros (Enquanto isso, no mundo real, a cada 28H uma pessoa LGBT é assassinada no país!).

Se o objetivo é proteger os casais heterossexuais não é de se estranhar que o excelentíssimo presidente da Câmara defina como família apenas casais formados por homens e mulheres e que tenham filhos sanguíneos. Tá pensando que pára por aí? Não! Cunha também defende que as igrejas tenham poder de contestar as decisões do Supremo Tribunal Federal, o que atualmente é permitido somente à presidência da república, ao procurador geral da república, Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), partidos políticos com representação no Congresso, confederações sindicais, entidades de classe de âmbito nacional e as mesas da Câmara e do Senado. Como muito bem pontua o jornalista Felipe Germano “ Em um Estado laico, é um mistério por que as Igrejas deveriam entrar nessa seleta lista.”

Se a igreja pode questionar o STF porque o Congresso não pode decidir sobre a demarcação de terras indígenas?! Para ajudar a bancada ruralista a exterminar a população indígena tramita no Congresso a PEC 215/2000 fielmente defendida por Eduardo Cunha. Outro projeto que favorece a bancada é a PL 4149 que pretende retirar das embalagens o símbolo dos alimentos transgênicos. Ou seja, na era Cunha você não tem sequer o direito de o que come.

Tá revoltado? Calma que a gente ainda nem chegou na maior façanha de todas … a PEC 171, (que a propósito não poderia ter nome melhor…) a proposta que reduz de 18 para 16 anos a maior idade penal em caso de crimes hediondos, tramitava na Câmara desde 1993 e foi aprovada durante o mandato de Cunha, depois da manobra do parlamentar, que colocou o texto em nova votação mesmo depois do projeto ter sido reprovado pela Casa.

Depois de todos esses “atributos” é inacreditável pensar que este senhor é o 3° nome na lista de sucessão de governo no país! Mesmo após as acusações do Ministério Público, sobre o envolvimento de Eduardo no esquema de corrupção, a Câmara e o Supremo Tribunal Federal ainda mantém Cunha na presidência da Casa.

Não bastando todas as suas articulações políticas, Cunha ainda pertencer ao PMDB, que é o partido mais forte no Brasil e quem realmente governa nesse país. Além de ter a presidência da Câmara e do Senado (e por isso dá as cartas no legislativo) o PMDB também domina o executivo brasileiro, com a vice-presidência e a liderança de 13 dos 27 estados brasileiros. Além disso, o PMDB se articulando com a direita, como acontece na Bahia — em que o partido se alia ao DEM e a esquerda — como é o caso do governo de Minas.

Pelos nossos direitos, contra o retrocesso e o conservadorismo é que vamos às ruas nessa sexta-feira 13/11 a partir das 17h, na Praça 7!

O Levante Popular da Juventude já mostrou que está contra o Cunha e que não vai parar enquanto o povo estiver livre dessa ameaça! A chuva de dólares foi apenas um aviso…Quando o povo se Levantar o Cunha vai cair! #EuVouDerrubarOCunha! #NosVamosDerrubarOCunha! Eu e você! O povo unido pelos seu direitos.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.