Uber está para a economia colaborativa assim como orgia está para a virgindade
Ibrahim Cesar
46339

Excelente, um dos melhores textos que li no medium.

“proibição de um agente, não de alguma tecnologia” é o ponto chave. Quando o agente faz uma imensa força para ser confundido com a tecnologia temos que ficar de olhos bem abertos. O vitimismo que o Uber faz em cima das proibições e o fanatismo de alguns de seus usuários sempre me deixou desconfiado e assustado.

De qualquer forma, é uma chance dos serviços tradicionais (taxi) melhorarem seu serviço. Os donos de frotas baixarem as diárias, os taxistas apresentarem um serviço melhor. Os golpes com turistas diminuírem. O ‘mercado’ dos taxis está congelado há muitos anos, precisava de uma chacoalhada.

Que a tecnologia nova tenha bons efeitos, mas sem ser refém de nenhum agente em particular.