‘Joel’s Test’ para empresas amigas das mulheres
Jac Abreu Lopes
3

O Instituto Anita Borg, Instituto Great Place to Work® (GPTW) + Computerworld elaboram estudos sobre as melhores empresas para as mulheres trabalharem, elaboram ranking e premiam as melhores empresas. Se não me engano, em 2013 (em 2014 parece q tbm) a Thoughtworks Brasil esteve relacionada entre uma das melhores. A nivel nacional realmente não tem esse tipo de avaliação ainda que eu saiba. Muito importante ser feito e estimulado, algumas empresas e startups eu acho que são mais abertas para discutir e notar os problemas da cultura e se submeter a uma avaliação, outras não. Uma coisa q pensei a um tempo atrás sobre isso, era ter algo estilo Love Mondays (https://www.lovemondays.com.br/), pq ai teria uma avaliação da perspectiva das funcionárias/os e não só da empresa. E tbm teria a questão das vagas dentro dos critérios inclusivos. E tbm falta as empresas divulgar(muitas não tem nem o registro) da porcentagem de gênero e etnia. Apesar do FB, Twitter e outras empresas terem feito, as do Brasil e as menores ainda não fizeram. Seria muito bom estimular e providenciar algo nesse sentido. /o// conte comigo para coloborar!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.