Setembro para a vida

Antes de mais nada, preciso dizer que sou o tipo de pessoa que tem incontáveis objetivos, planos e metas. Porém, nenhum planejamento. Para nada.

Já sei que a estratégia é elementar para obter sucesso e de certa forma, a ausência dela sirva de desculpa para adiar alguns projetos pessoais.

Procrastinando tudo, me deparo com o fim do mês de agosto e percebo que os planos de começo do ano não foram estruturados e tampouco, aplicados até agora. Muitos deles são do ano passado e até de outros anos… É absurdo e eu sei.

Assim sendo, resolvi que mudarei meus hábitos no mês de setembro, ciente que os mais simples precisam de 21 dias, de acordo com alguns estudos. Geralmente, a orientação é que um hábito seja alterado de cada vez para que a pessoa não desista no primeiro dissabor, mas este será o meu desafio. Provar para mim que posso organizar a bagunça, saindo completamente de uma zona de conforto que criei com péssimas justificativas.

Inicialmente, a proposta é modificar questões simples que me causam uma determinada frustração: mudarei a forma como me alimento, aplicando duas dietas que sei que funcionam para mim, mas sempre ficaram para a segunda-feira subsequente; estudarei diariamente inglês para abandonar a minha fluência “colegial” em uma prazo confiável; elaborarei um controle de finanças por razões óbvias; lerei um livro por semana e finalmente, listarei as minhas metas, criando um planejamento com um cronograma aplicável.

Enfim, a ideia de registrar o desafio que marcará uma nova fase da minha vida é torná-lo mais sério.

E você, quando foi a última vez que se desafiou?

Like what you read? Give Lila Sampaio a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.