To: You.

Pela terceira vez eu apaguei o texto sem querer. Meu bichinho. Acho que estou sentimental pelo sono,(certamente estou) e encontrei esse registro da nossa FUCKING AWESOME viagem e quis expressar a minha gratidão com sentimentos que não precisam ser descritos. Escrevo isso enquanto você tenta desesperadamente comprar a sua passagem de volta pra Brasília sem obter muito êxito. Porque as energias, (vc acreditando ou não) elas não querem que você vá,afinal o Rio de Janeiro não poderá mais funcionar sem a sua presença. E nem eu nem você queremos também. MAS A VIDA NÃO É SÓ FESTINHA YURI(momentos nos quais sou sua mãe) e você tem deveres a cumprir há milhares de km de distância do mar(infelizmente). Sou extremamente feliz por ter você ao meu lado. Mas não ao nível de acordar cedo com um céu aberto, um sol rachando, uma praia linda e um dia lindo. É ao nível de acordar tarde, com fome, com um céu nublado(que é um adjetivo singelo porque o certo seria UM CÉU PRETO COMO UM VINIL), demorar 1h e meia pra chegar e o mar estar com ondas like Hawai que colocar o dedo do pé na beirinha poderia ser fatal. Depois ir ao shopping horrenda e cheia de areia parecendo um pombo molhado, e terminar o dia extremamente feliz, só por ter você ao meu lado. (No momento que eu estava escrevendo você deitou ao meu lado e eu fui obrigada a ir ao banheiro, e se eu demorar você vai achar que eu estou fazendo o número 2 e isso será extremamente desagradável. ENFIM, quem tem o prazer de conviver com você um segundo, você já torna esse segundo suficiente. Porque é nele que você pega uma situação ruim e transforma em piada(sempre o engraçaralho). Obrigada me acordar depois de um dia ruim com uma enorme tortinha de morango, obrigada por me chamar de linda quando acordo mesmo quando sei(Yuri eu sei), que eu estou com bafo e parecendo um urubu recém nascido, obrigada por me fazer sentir melhor quando me encontro em situações parecidas com a do quico picado pelo escorpião e por comemorar comigo em situações parecidas como a do Chaves quando é convidado a ir pra Acapulco. Obrigada por me amar, me respeitar, me ouvir e me aturar, porque essa é uma tarefa árdua e que você obtém êxito todos os dias. Te amo!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Lorena Loschi’s story.