Entre confetes e serpentinas, deputados servem a água do Rio de bandeja

Protesto contra a privatização da Cedae termina em pancadaria no Centro do Rio (foto: Mídia Ninja)

Aprovada na Alerj a privatização da Cedae numa votação surpresa na manhã de uma segunda-feira de pré-carnaval. A venda da estatal é parte do pacote de medidas de austeridade (ou pacotão de maldades) exigido pelo Governo Federal ao governador Luiz Fernando Pezão. A questão é polêmica e encontra mais opositores do que apoiadores entre o povo.

Apesar da população rejeitar a venda da companhia, 41 dos 70 deputados estaduais foram favoráveis à privatização. Na maioria, integrantes do PMDB e apoiadores de Pezão. Veja a lista completa no Facebook oficial do SBT Rio clicando aqui.

Embora tenha registrado uma queda em seus lucros, segundo o balanço financeiro de 2015, a Cedae teve superávit de R$ 248 mil reais. A companhia ainda fornece uma das águas mais baratas de todo o país. Perguntem aos niteroienses se eles estão satisfeitos com o serviço da Águas de Niterói. Perguntem aos petropolitanos se eles estão satisfeitos com o serviço da Águas do Imperador. Muitos pagam mais pela água do que pela luz.

O principal concessionário dos serviços de água e esgoto no Estado do Rio é o Grupo Águas do Brasil. Esse grupo é responsável pela Águas de Paraty, Águas de Niterói, Águas do Imperador e a Foz Águas 5, atual concessionária do esgoto da Zona Oeste do Rio, que a cada seis meses reabre todas as ruas para refazer alguma obra que deu merda por falta de planejamento.

O Grupo Águas do Brasil é um consórcio formado pelas empresas New Water, Construtora Cowan S.A., Queiroz Galvão Saneamento e Grupo Carioca Engenharia. Conhece esses dois últimos nomes? Pois é, são figurinhas repetidas do álbum das Operações Lava-Jato e Calicute. Só a Queiroz Galvão pagou R$ 176 milhões de propina ao grupo do presidiário Sérgio Cabral, padrinho político do atual governador Pezão.

Você continua achando que a privatização da Cedae é a saída da crise ou que é apenas uma forma que a quadrilha de Cabral-Pezão achou para roubar o que restou enquanto é tempo?

Like what you read? Give Luan Borges a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.