Xuxa surpreende e mostra quem realmente é

Odiava a Xuxa. Infantilizada, forçada, com programas chatos e repetitivos. Fiz piadas com a demissão dela da Globo. Achava que a fase dela já tinha passado faz tempo e a ida pra Record seria, como está sendo para Gugu, a pá de cal na sua carreira. Enganadíssimo estava eu.

Minha visão sobre a Xuxa foi mudando à partir da sua saída da Globo. O simples fato dela responder pessoalmente os comentários no Facebook já me surpreendeu. A sinceridade também. Xuxa era brincalhona, fazia piadas e não tinha receio nem do duplo sentido — algumas vezes, o sentido era um só mesmo.

Se tá difícil até pra Xuxa…

Ontem, Xuxa fez a tão aguardada estreia na Record. E surpreendeu. Xuxa continuava com a sua voz infantilizada, mas estava livre. A Xuxa não era chata, a Globo que era. Xuxa foi sincera, espontânea, livre. Assumiu que não estava acostumada com o ao vivo — apesar de já ter feito durante um tempo no Planeta Xuxa, o melhor programa da carreira dela.

Não escondeu a mágoa que sente da Globo. Afinal, depois de 35 anos e ter feito história na casa, foi sumariamente boicotada de todas as formas, lembrando a emissora autoritária da era Boni.

Xuxa riu, zoou, brincou, atuou e foi sincera. Desde as alfinetadas — “sou Duro de Matar 1, 2 e 3”, em referência ao filme que passava na Globo — até a atuação dentro da novela Os Dez Mandamentos — um dos momentos mais hilários do programa — passando pela revelação que Cláudia é na verdade Érica.

Xuxa compara a bunda com a da ex-Globeleza Valéria Valenssa

Óbvio, o programa teve falhas graves, característicos da Record: o som falhou, VTs entraram errado, as pautas foram fracas. Mas a grandiosidade de Xuxa Meneghel superou tudo isso. Xuxa foi maior que qualquer tipo de falha, erro ou engano. Finalmente ela soube fazer a transição dos programas infantis para o público adulto.

Sob as bênçãos de Hebe Camargo, Xuxa não é só mais a rainha dos baixinhos, ela é a rainha da TV.

PS: Só eu estou esperando ansiosamente Xuxa e Silvio Santos juntos no Teleton?? Setembro, chega logo!!!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.