6 pessoas que você encontra no transporte público

1- uma pessoa que quer muito, mas muito conversar com você mesmo sendo 7 horas da manhã e você estar usando fones e com uma cara de que podia cometer um homicídio a qualquer momento

2- um grupo de pessoas que tá conversando tão alto que você se sente no Natal com sua família, só que mais traumatizante

3- uma pessoa extremamente alta que na verdade são duas crianças, uma no ombro da outra, mal cobertas por um sobretudo, um bigode na cara claramente falso que tá até se descolando um pouco. Os braços curtos, mais do que os do Jô Soares, segurando uma pasta de documentos. Ninguém percebe, ninguém comenta, ninguém liga, ninguém sabe. Nem você sabia. Mas agora você tem conhecimento da existência dessa figura e se pergunta para onde ele, eles, estão indo e porque estão fazendo isso.

4- literalmente um cachorro usando um terninho que fica constantemente olhando no relógio, mais vezes do que é realmente necessário

5- uma figura humana, sentada, a cabeça batendo ritmicamente na janela do vidro com o balanço do ônibus. Seus olhos estão vazios, em branco, preenchidos por nada. Está arrasada, essa pessoa, sente o peso inteiro do mundo em suas costas. As pessoas que antes lhe eram queridas hoje são só conhecidos que ela cumprimenta com um sorriso falso. As mensagens no celular são escassas. Não por falta de amigos ou de contatos, isso essa figura tem aos montes, mas porque sabem que a pessoa responde pouco, ou nem responde. Só de estar no mesmo ambiente que essa pessoa você sente que compartilha do peso que ela carrega. Consegue sentir o odor dos seus sonhos perdidos, ou apagados, ou esmagados e triturados pela malvada realidade. Você praticamente ouve seus lamentos silenciosos, seus pensamentos depressivos. Você enxerga em volta dela uma aura, não negra como os místicos costumam dizer que esse tipo de aura é, mas algo parecido com uma fumaça cinza, subindo, escapando, indo para o mais longe possível, dissipando, afastando, se tornando mais clara até que torna a ficar de um cinza-escuro tão turvo que impede da luz atravessar. Mas não preto. Cinza-escuro, como fuligem. Se você nunca viu essa pessoa no ônibus, provavelmente é porque você é ela.

6- pessoas que falam muito alto no celular. Argh! Quem consegue suportar essas pessoas, não é?