Estranho.
Cesar Sinicio
61

Cesar, gostei do seu conto; muito por sinal. Também conto histórias e o universo interno dos personagens muito me impacta. Senti-los em mim é de uma sensação inexplicável. Aconteceu com você? Não consigo escrever contos tão pequenos ainda, mas percebo que é um bom caminho. O mais curto que escrevi foi DOROTH, a história de um menino que era ela. Voltando ao estranho: toda estranheza me encanta, é como aquela pequena pinta que a gente tem em algum lugar do corpo que ninguém mais tem. Como diz Caetano: de perto ninguém é normal.

Parabéns pelo conto, Eduardo Galeano era um mestre em contos curtos e pra mim saber fazê-los é uma dádiva.

Abraço.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Lucas Félix’s story.