Aleister Crowley bem no fim dos anos 70

Vale uma tese de mestrado: ocultismo como editoração

“A literatura ocultista é das mais espúrias e persistentes formas de editoração praticadas não só pelos leigos.” — Aleister Crowley

Tarracaneném no colo lendo a frase do Crowley e a memória me levou de volta ao tempo que o WWW chegou, no início dos anos 90.

Mas não só os sites dos anos 90 e vários blogs dos anos 2000, mas ainda muitos blogs pessoais e temáticos que ainda vivem, como os de BDSM, eram e são diagramados e ilustrados como livros de ocultismo.

Exemplo maior é o impacto da imagem pela imagem e o uso de imagens que contêm mais conteúdo que o site explica ou oferece. É um Mutus Liber Hue Hue.

E um único princípio alquímico respeitado pelo brasileiro, traduzido do latim:

“Absolve o seu Madruga.”

Eis outro exemplo.
Like what you read? Give Marcelo Ferlin a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.