NFL Draft 2018: Quarterbacks - 1.0

Apesar do próximo evento estar marcado para 2018, nunca é cedo demais para se falar de Draft da NFL, pelo contrário, é sempre bom falar sobre o Draft. É nesse evento que os atletas oriundos das universidades americanas são escolhidos pelas equipes da NFL para atuarem em suas equipes. As futuras estrelas da liga profissional de futebol americano saem do Draft.

Começaremos aqui uma série com os melhores jogadores disponíveis para o Draft da NFL de 2018. Esta é a primeira publicação de uma série,que abordará todas as posições, até o Draft. Esta primeira série chamada “1.0” sairá antes do término do campeonato universitário. A “2.0” será publicada após o final da temporada na NCAA e o “3.0” antes do Draft.

O quarterback (QB) é o principal jogador de uma equipe de futebol americano e alguns arriscam dizer que é a posição mais difícil de todos os esportes. As equipes sempre buscam jogadores para liderarem o seu ataque e se tornarem a referência técnica da equipe e levar o time ao Super Bowl.

Uma coisa pode ser confirmada sobre a classe de quarterbacks (QB) para o Draft de 2018: ótimos jogadores estarão disponíveis no ano que vem. Nem todos que protagonizam esta lista podem estar no Draft, pois alguns possuem mais um ou dois anos disponíveis para atuarem no futebol americano universitário. Porém, estão todos elegíveis para entrar na NFL no próximo ano. Vamos para os nomes!

Allen surpreende os olheiros da NFL pela sua qualidade técnica (Divulgação: Sean M. Haffey/Getty Images)

5. Josh Allen — Wyoming

Apesar de atuar em uma universidade pequena, Allen impressiona os olheiros (scouts) da NFL que avaliam ele como uma das próximas joias da posição em 2018. É um líder dentro de campo, inteligente, possui um bom release e tem um tamanho interessante. Além disso, também tem precisão. Necessita melhorar alguns pontos, como na tomada de decisões.

O quarterback do Cowboys se transferiu de Reedley Community College para a universidade de Wyoming em 2015. Após sua primeira partida como titular, Allen sofreu uma lesão que lhe tirou do resto da temporada.

No ano passado, Allen teve uma temporada interessante, foram 56% dos passes completos, 3,203 jardas, 28 touchdowns e 15 interceptações. Allen joga em uma pro-style offense, ou seja, atua um esquema familiar ao do praticado na NFL.

Mayfield coleciona recordes e boas atuações nos seus 26 jogos como atleta de Oklahoma (Divulgação: Alonzo Adams/Associated Press)

4. Baker Mayfield — Oklahoma

Gostaria de colocar Mayfield mais acima, porém me preocupa o seu tamanho. Sim, temos o exemplo de Russell Wilson e Drew Brees como QBs com baixa estatura que são líderes de seus respectivos times na NFL. Porém, é raro isso acontecer. Admito que isso não me preocupa tanto, já que ele é preciso no passe e demonstrou ter capacidade para lidar um time profissional. Entretanto, os olheiros da NFL pensam diferente.

Em 2015, foi um dos protagonistas ao liderar o time ao Orange Bowl do College Football Playoff. Além disso, foi escolhido o jogador do ano pela revista americana Sporting News. Também foi o jogador ofensivo da temporada na conferência Big 12 e finalista do prêmio Davey O’Brien, dado ao melhor quarterback do College. Mayfield acertou 68.1% dos passes, lançou 36 passes para touchdowns e teve sete interceptações.

No ano passado, ficou em terceiro na votação do Heisman Trophy, dado ao melhor jogador da temporada no futebol americano universitário e foi finalista do Maxwell Award, dado ao jogador do ano no College Football Foram 70.9% dos passes completos, 40 touchdowns e apenas oito interceptações. Além disso, bateu o recorde da primeira divisão do College (FBS) no quesito de média de eficiência ​do passe.

Darnold é um dos líderes na corrida pelo Troféu Heisman de 2017 (Divulgação: Mark J. Terrill/AP)

3. Sam Darnold — USC

Quase entrei no trenzinho da hype de Sam Darnold. Ele tem qualidade, mas muitos analistas já colocam o jogador de USC como o melhor QB para o Draft do ano que vem. Foram apenas dez jogos como titular pelo Trojans, porém vale a pena ficar de olho nele nesta temporada. Tem um bom release, possui um passe preciso e tem mobilidade. É notável que ele pode ser o melhor nome do ano que vem na posição, mas é necessário ter cautela.

Darnold vai para sua segunda temporada na carreira universitária. Em 2016 ele assumiu a titularidade na semana 4 e liderou USC para nove vitórias em dez jogos disputados. Completou 67.2% dos passes, teve 31 passes para touchdown e nove interceptações.

No ano passado, venceu o Archie Griffin Award, dado ao jogador mais valioso da temporada após o período dos bowls. Darnold também foi o calouro ofensivo do ano na conferência Pac-12.

Rudolph é um dos atletas mais técnicos e talentosos do futebol americano universitário (Divulgação: Oklahoma State University)

2. Mason Rudolph — Oklahoma State

Esse é um quarterback que acompanhei bastante no futebol americano universitário. É um dos jogadores com maior talento na NCAA. Além de ser bem preciso, Rudolph tem boa presença no pocket e é um jogador inteligente. Ele se diferencia dos outros QBs da primeira divisão pela sua mobilidade e qualidade técnica.

O QB do Cowboys possui o recorde de 22 vitórias e apenas seis derrotas como titular. O atleta começa 2017 como o terceiro quarterback na Football Bowl Subdivision (FBS) no número de jardas de passe na carreira, o segundo em jardas de passe por jogo e o terceiro em eficiência do passe. Rudolph é dono de 11 recordes individuais na história de OSU.

Em 2016 foi o único jogador nos Estados Unidos que teve mais de 4.000 jardas aéreas e menos de cinco interceptações. Foram 63.3% dos passes completos, 4,091 jardas, 28 touchdowns e quatro interceptações.

Falk tem características importantes que lhe tornam no quarterback mais preparado para a NFL atualmente (Divulgação: Getty Images)

1. Luke Falk — Washington State

O líder do ataque do Cougars tem o estilo de jogo mais parecido com o de um profissional. Além de ser talentoso e muito técnico, Falk se diferencia dos outros pela sua capacidade de jogar em alto nível. Se ele manter a regularidade, sem dúvidas que a equipe que irá escolhê-lo terá um QB pronto para jogar e com um grande potencial.

Falk é preciso, tem boa presença no pocket, possui um release rápido e é técnico. O titular do Cowboys se diferencia do resto dos quarterbacks prlo seus movimentos refinados dentro de campo. Ainda precisa trabalhar sobre a sua liderança dentro de campo, melhorar as leituras e aumentar a massa muscular.

Foi titular da equipe da universidade de Washington State pela primeira vez em 2014. Em 2015, foram 12 jogos, todos como titular. Falk acertou 69.4% dos passes, o segundo melhor número do país naquela temporada, teve 35 passes para touchdown e apenas oito interceptações.No ano passado, o líder do ataque do Cougars teve outra grande temporada. Foi finalista do Manning Award, prêmio dado ao melhor quarterback dos EUA. Foram 70% dos passes completos, 38 touchdowns, empatou com o próprio recorde e teve 11 interceptações.

Para os mais simpatizantes de táticas, Falk joga em uma Air Raid Offense, que foca principalmente em passes, dando ênfase a inteligência do quarterback, dando maior liberdade para as escolhas do atleta e também prima pelo entrosamento entre o líder do ataque e seus recebedores. Este esquema acaba por aumentar o número de passes certos, por causa de repetições de jogadas e também pelo grande número de jardas de passe, pois o número de tentativas aumenta.

Outras menções:

  • Josh Rosen — UCLA
  • David Blough — Purdue
  • Nick Stevens — Colorado State
  • Brett Rypien — Boise State
  • Jake Browning — Washington

O Clipboard Report está no Facebook, no Twitter e no Instagram! Baixe o aplicativo do Medium para Android (goo.gl/4ElG1C) e para iOS (goo.gl/b33FiO) e acompanhe as publicações por lá!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.